Secretaria da Educação do Estado realiza cadastro dos líderes de classe

20170420_084019

Os 42 mil líderes e vice-líderes de classe eleitos nas escolas da rede estadual de ensino já estão colocando em prática as suas atribuições. Eles são osinterlocutores da turma junto à comunidade escolar e, agora, devem articular e propor melhorias para a ambiência na unidade de ensino. Um dos primeiros passos é preencher o questionário “Quem é você, líder?”, até dia 1º de julho, disponível no Portal da Educação, através do link: http://estudantes.educacao.ba.gov.br/o-que-e-ser-lider.

De acordo com Helaine Souza, coordenadora de Articulação dos Projetos Estruturantes da Secretaria da Educação do Estado, o questionário foi elaborado para identificar o perfil dos (as) líderes atuantes nas unidades escolares da rede estadual. “Os dados preenchidos subsidiarão práticas pedagógicas direcionadas ao contexto e anseios dos estudantes e poderão orientar os professores, gestores e a própria Secretaria da Educação na busca pela melhoria das aprendizagens significativas, e com foco na formação humana integral”, informa.

Além de campos para preenchimento de dados pessoais, o questionário inclui levantamento de informações sobre opções de leitura, rotina de estudos, atividades culturais, participação em movimentos sociais, utilização de redes sociais, escolha da futura profissão e outras.

Plano de Ação – Uma das principais atribuições de um líder de classe é elaboração de um Plano de Ação que contemple as necessidades da unidade escolar relativas à melhoria do processo de ensino e aprendizagem, respeitando as legislações vigentes e os trâmites administrativos da unidade escolar, contribuindo para a manutenção do clima escolar colaborativo.

Clique aqui para baixar o modelo do Plano de Ação: (http://estudantes.educacao.ba.gov.br/planolider). 

O Plano deverá ser elaborado a partir de reuniões com os líderes de todos os turnos da escola e contemplar ações nas áreas administrativa, relacional e/ou pedagógica. O documento resultante das demandas e discussões coletivas devem refletir os anseios que os líderes visualizam para as suas escolas. Para isso, são pensadas estratégias para a concretização das ações contidas no Plano a ser revisado a cada dois meses.

Formação - Cada unidade de ensino deve reunir os líderes de classe e propor uma formação na qual serão discutidos alguns temas. A Secretaria da Educação está indicando três temas: ‘Educação para o Século XXI: as competências socioemocionais na escola’; ‘Curto e/ou compartilho: educomunicação, autoria e empoderamento’ e ‘O mundo, minha aldeia: sociedade de consumo x sociedades sustentáveis’.

Clique aqui para fazer o download dos textos:http://estudantes.educacao.ba.gov.br/materialdeapoioliderdeclasse

Atenção estudante – Últimos dias para as inscrições no ENEM

Guia-do-Participante-Enem-2017
 
Os estudantes têm até esta sexta-feira (19) para fazer a inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), cujas provas serão realizadas nos dias 5 e 12 de novembro. Durante toda a semana, professores e gestores das escolas estaduais estão auxiliando os estudantes no processo. Por meio da campanha ENEM 100%, da Secretaria da Educação do Estado, as escolas estão disponibilizando os laboratórios de informática, secretarias e outras salas com computadores e acesso à Internet para que os estudantes garantam suas inscrições para o exame.
 
Além de apoio para as inscrições, o ENEM 100% envolve várias ações articuladas, como a realização de aulões e simulados. Para auxiliar os estudantes na preparação para as provas a Secretaria da Educação do Estado disponibiliza também mais de quatro mil conteúdos digitais educacionais no Ambiente Educacional Web. São conteúdos de todas as disciplinas das áreas de conhecimento, inclusive videoaulas, e de todos os níveis de ensino, produzidos e/ou catalogados por educadores da Rede Anísio Teixeira.
Isenção
Os estudantes da 3ª série do Ensino Médio da rede estadual de ensino possuem isenção garantida na inscrição do ENEM. Para isto, eles devem informar, no ato da inscrição, o seu CPF e a data de nascimento. Com esses dados, o sistema identifica automaticamente quem são os alunos de escolas públicas e o valor, que seria de R$ 82, é liberado. A inscrição pode ser feira através do portal do Inep.
 
A rede estadual tem 125 mil alunos matriculados no 3º ano do Ensino Médio aptos a realizarem o ENEM.

Governo lança maior edital de fomento ao setor audiovisual do país

irdeb1
O maior edital de fomento ao setor audiovisual do país foi lançado na Bahia pelo governador Rui Costa, em cerimônia aberta ao público, nesta segunda-feira (15), no Salão de Atos da Governadoria, em Salvador. A publicação do edital é resultado da captação do montante de R$ 20 milhões – maior volume de recursos em um único edital já conseguido junto à Agência Nacional de Cinema (Ancine) – para a produção de conteúdos audiovisuais inéditos sobre a Bahia e que serão exibidos na TVE. O Governo do Estado dará contrapartida no valor de R$ 820 mil, enquanto o restante será aportado pelo Fundo Setorial do Audiovisual. 

“Este é um momento singular na cultura baiana. É uma oportunidade que nosso audiovisual vai ter de fazer produção própria. É um orgulho e uma aposta. Apesar da crise, dos dois anos de queda de arrecadação, temos que continuar apostando aquilo que transforma a vida das pessoas. Este edital é a possibilidade dos produtores baianos expressarem toda a criatividade e todo o talento nas telas”, afirmou Rui. 

O secretário da Educação, Walter Pinheiro, que foi autor da Lei do Audiovisual no Congresso Nacional, destacou que o lançamento do edital é um marco histórico. “Os produtores baianos ganham oportunidade de materializar e desaguar sua produção, para poder contar as histórias da nossa gente, destacando a identidade e os territórios da Bahia. É essa produção cultural que é capaz de contagiar os baianos, de contar nos quatro cantos da Bahia as nossas histórias”, disse.
 
Pinheiro também destacou que as escolas da rede Estadual possuem uma rica produção cultural e que o projeto Escolas Culturais, que será lançado ainda este ano, ampliará ainda mais esta característica. “Temos diversos alunos premiados, inclusive nessa área do audiovisual. Com as Escolas Culturais, esta prática será trabalhada ainda mais no conteúdo pedagógico em sala de aula”, destacou Pinheiro. O secretário ainda lembrou que o edital vai ao encontro do que foi proposto na Lei do Audiovisual, ao priorizar produtores independentes e conteúdos locais. “Foi uma dura batalha que enfrentamos ao propor esta política de cotas de conteúdos nacionais com prioridade para produtoras independentes”, afirmou.  
 
Com inscrições abertas até 17 de julho, o edital incentiva e abre espaço para a produção de conteúdos autorais, com destaque para a pluralidade de temáticas, tocadas por diferentes grupos sociais. Uma seleção pública vai permitir a escolha de projetos, que devem ser apresentados por pessoa jurídica, sediada na Bahia e registrada na Ancine como produtora independente.
 
Os selecionados firmarão contrato para receber do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb) o valor correspondente ao pré-licenciamento para exibição da obra na TVE. Os conteúdos produzidos podem envolver temas relativos a esportes, juventude, educação, mulheres, terceira idade, indígenas, afrodescendentes, agroecologia, turismo, LGBT, empreendedorismo, religiosidade, agricultura familiar, patrimônio e cultura regional. O edital estará disponível a partir desta terça (16), no site do Irdeb. 
 
Democratização
Investimentos para a democratização das produções já são realidade na Bahia. Um exemplo foi o grande destaque que o setor recebeu nos editais setoriais lançados pelo Fundo de Cultura, em julho de 2016. Somando os recursos destinados diretamente pelo Fundo de Cultura a outras fontes de fomento captadas junto ao governo federal, como o Programa Brasil de Todas as Telas, da Ancine, o aporte destinado ao setor foi de R$ 14,5 milhões. Esse valor corresponde a mais de um terço do valor investido em todas as áreas da cultura beneficiadas pelos editais, que totalizaram um investimento de R$ 40 milhões. 
 

Conteúdo inédito
Ainda durante o evento desta segunda (15), a TVE Bahia anunciou a exibição de 250 horas de conteúdo audiovisual brasileiro independente, inédito na Bahia. São 17 séries de ficção, 19 séries de animação, 48 série documentais e 10 telefilmes documentários. Os conteúdos têm como público-alvo crianças, jovens e adultos. O material é resultado da primeira chamada pública da Linha de Produção de Conteúdos destinados às TVs Públicas do Programa Brasil de Todas as Telas. Um investimento de R$ 60 milhões em 83 produtoras brasileiras independentes das cinco regiões do país.     
Entre os conteúdos a serem exibidos na TVE estão seis obras de diretores baianos. São elas: ‘A Bicicleta do Vovô’, do diretor Henrique Dantas, da Hamaca Produções; ‘Meu Irmão Nerd’, da diretora Cecília Amado, da Truque Produtora de Cinema; ‘Música da Minha Vida’, com direção de Jorge Felippi e Gabriela Barreto, da Santo Guerreiro; ‘Aprender a Sonhar’, do diretor Vitor Rocha, da Caranguejeira Filmes; ‘Travessias Negras’, do diretor Antônio Olavo, da Portfolium Laboratório de Imagens; e ‘Sertão de Dentro’, do diretor Geraldo Sarno, da Truque Produtora de Cinema.
 
*Com informações da Secom

Governo do Estado lança projeto de Educação Empreendedora

 
ep1_0
O governador Rui Costa lança, nesta terça-feira (16), o projeto Educação Empreendedora, às 9h, no Centro Educacional Carneiro Ribeiro – Escola Parque, no bairro da Caixa D´Água, em Salvador. O projeto, que será desenvolvido em parceria com o Sebrae-BA, visa fomentar a cultura empreendedora e dinamizar a economia nos 27 Territórios de Identidade da Bahia. O lançamento também contará com a presença do secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, e do superintendente do Sebrae-BA, Adhvan Furtado.
 
O evento reunirá gestores dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE) e dos Centros Territoriais e Estaduais e unidades escolares compartilhadas que ofertam Educação Profissional no Estado da Bahia para tratar sobre o projeto Primeiro Emprego. O objetivo é identificar egressos para atuar nas secretarias de 150 unidades escolares, ampliando, ainda mais, a inserção dos jovens no mundo do trabalho.
 
Educação Empreendedora – Para criar as condições favoráveis à Educação Empreendedora no Estado da Bahia, o projeto Educação Empreendedora prevê a formação de estudantes e de professores e a oferta de três cursos específicos da área. O curso para Licenciamento de Metodologias de Educação Empreendedora, que será oferecido pelo SEBRAE-BA, formará professores de 15 Centros Territoriais de Educação Profissional, cujo alcance será a qualificação de dez mil estudantes.
 
Já o curso Técnico em Administração, do Eixo Tecnológico Gestão e Negócios, busca a formação e a capacitação de estudantes, a partir da experiência do SEBRAE com a Escola de Formação Gerencial (EFG), em Minas Gerais. Serão ofertadas 35 turmas no período de quatro anos de curso. Inicialmente, o curso será implantado no Centro Estadual de Educação Profissional Bahia (CEEP Bahia), em Salvador. As turmas serão iniciadas no segundo semestre letivo deste ano. O terceiro curso é de Micro Empreendedor Individual e contemplará 24 turmas, disponibilizando 720 vagas para estudantes da rede de Educação Profissional e Tecnológica do Estado da Bahia, nos 27 Territórios de Identidade.

Eleição do Colegiado Escolar atraiu as famílias para a escola

IMG-20170510-WA0048

As escolas estaduais do Núcleo Territorial de Educação, NTE 27, receberam visitantes especiais, nesta quarta-feira (10), para o início da votação que escolheu os novos membros do Colegiado Escolar. A eleição levou às urnas  pais, mães e responsáveis, que, com representação garantida no colegiado, poderão dar sugestões, acompanhar e fiscalizar as ações pedagógicas e administrativas da escola, juntamente com os demais membros eleitos, ou seja, estudantes, funcionários e representantes dos professores.  

20170510_111938_001

Empolgada com as eleições, a mãe de Letícia Brito, do 3º ano B matutino , professora Patricia Brito ressaltou a importância do colegiado escolar que é trazer a comunidade prá dentro da escola e a participação dos pais é muito importante, prá ver o que está acontecendo, muitas vezes tem pessoas de fora que não sabem o que acontece dentro de uma escola, então a participação dos pais, dos professores, dos alunos, é fundamental para uma melhoria na Unidade Escolar.

Para o aluno Antonio Brito Souza de Moura, 15 anos, 2º A, matutino, do Colégio Estadual Dr. Antonio Ricaldi, em Porto Seguro “A eleição do Colegiado Escolar é muito importante “ Assim como o governo, temos que ter também nossos representantes na escola, para escolher quem vai nos representar e a pessoa que vamos escolher deve ser influente e dar o exemplo na sala de aula”.

A diretora do Núcleo Territorial de Educação, professora Ozanir Aldereti Fernandes Dela Libera ressalta que houve uma preparação bem antes das eleições para tudo corresse na mais perfeita ordem “A eleição do Colegiado é uma forma de integração da família com a escola, fazendo com que a comunidade participe mais das ações desenvolvidas na Unidade Escolar.”

O coordenador de Articulação dos Núcleos Territoriais de Educação da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, José Barreto Bittencourt, ressalta ações empreendidas para fortalecer a gestão democrática e participativa das escolas. “Realizamos, recentemente, as eleições para líderes estudantis. Agora, com as eleições do Colegiado Escolar, estamos vivenciando o ápice da participação democrática nas nossas escolas, levando em conta que o órgão tem caráter deliberativo, consultivo, mobilizador e de acompanhamento no sentido de cuidar da gestão pedagógica, a partir da concepção de uma escola com Educação de qualidade”.

Ele ainda apontou a importância dos segmentos da escola terem representantes que atuem junto aos gestores da escola. “Acho fundamental esse envolvimento pois, assim, vou servir para representar e atuar como uma voz para meus colegas”, afirma.

A posse dos novos representantes do Colegiado Escolar de cada unidade se dará entre 12 e 26 de maio. Os resultados serão publicados no Diário Oficial, durante este período.

 

 

Provas para o processo seletivo da Educação acontecem domingo

Simulado Enem

Já estão disponíveis os cartões de inscrição com os locais de provas para os candidatos que irão fazer, neste domingo (7), o Processo Seletivo Simplificado promovido pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia. O processo visa a contratação, por meio do Regime Especial de Direito Administrativo (REDA), de professores e profissionais da Educação. Os cartões de inscrição estão disponíveis no site: www.ibrae.com.br

As provas serão aplicadas no turno matutino, das 8h às 12h, para as funções de professor da Educação Profissional, preceptor de estágio Enfermagem, técnico de Atendimento Educacional Especializado, tradutor/Interprete de Libras, cuidador educacional, braillista, instrutor de Libras, professor, por segmento da Educação e o do técnico de nível médio/mediador. No turno vespertino, das 14h às 18h, serão realizadas as provas para professor da Educação Básica, da Educação Básica no Campo e Professor Indígena.

Vagas - A seleção visa a contratação de 2.483 professores da Educação Básica, Educação no Campo e mais 215 vagas para professor Indígena. O processo seletivo também envolve 961 vagas para a função de técnico de nível médio/mediador para o Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (Emitec). 

São ofertadas, ainda, 519 vagas destinadas a professores da Educação Profissional e Tecnológica e 211 vagas iniciais para professor substituto da Educação Básica. São mais 157 vagas para preceptor de estágio de Enfermagem das unidades da Educação Profissional e Tecnológica e mais 655 vagas da Educação Especial, destinadas a técnicos de atendimento educacional especializado, tradutor/intérprete de Libras, cuidador educacional, braillista e instrutor de Libras.

Secretário defende flexibilização da Lei de Responsabilidade Fiscal para o cumprimento da Lei do Piso para professores

Walter
O secretário da Educação do Estado da Bahia, Walter Pinheiro, defendeu nesta quarta-feira (03), em Brasília, mudanças nos limites estabelecidos na Lei de Responsabilidade Fiscal, LRF, que completa 17 anos de vigência neste mês de maio. Senador licenciado, Pinheiro é autor do PLS 335/2015, que  propõe que sejam excluídos dos limites os gastos com pessoal da Educação, como do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB), o pagamento de professores na Educação Básica Pública e os limites às despesas com a aplicação do Piso Salarial Profissional Nacional (PSPN) dos professores.
 
A iniciativa tem por objetivo acabar com o conflito jurídico entre a LRF e as normas legais de valorização do ensino, que afetam os municípios. “Na prática, esta incoerência afeta de maneira particularmente grave os pequenos municípios, onde os profissionais do magistério representam uma proporção relativamente grande das despesas com pessoal. Nesses entes, tem-se uma situação extrema: ou se cumpre a Lei de Responsabilidade Fiscal ou se cumprem as leis de valorização do ensino e, pior ainda, a Constituição”, afirma.
 
Pinheiro explica as incoerências que devem ser revistas. “Enquanto a LRF dita limites máximos para gastos com pessoal, a Lei nº 11.494, de 2007, impõe limites mínimos a despesas que incluem a de pessoal. De acordo com a Emenda Constitucional nº 53, regulamentada pela Lei nº 11.494, de 2007, é obrigatória a aplicação de no mínimo 60% dos recursos distribuídos por meio do FUNDEB para pagamento de profissionais do magistério. Ademais, a Lei nº 11.738, de 2008, exige o pagamento de piso salarial nacional para professores, bem como estabelece uma política de valorização do piso da categoria”, argumenta Pinheiro no texto do projeto.
 
A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF)
A Lei estabelece limites para os gastos com pessoal dos estados, dos municípios e do Governo Federal, além de exigir que cada despesa corresponda a uma fonte de recursos. Para a União, o percentual é de 50%. Já estados e municípios não podem superar 60%.
No texto, o autor lembra que o piso foi uma conquista legítima da categoria da Educação, mas tem impactos na folha de pessoal das prefeituras.  “É preciso haver limites flexíveis para que uma realidade do cenário local não acabe sendo passada como uma irresponsabilidade do gestor. É evidente, portanto, que esse impasse normativo precisa ser resolvido”.
 
Walter Pinheiro destaca a importância da LRF, apesar dos ajustes necessários, excluindo da legislação somente os gastos com professores. “É fundamental ainda destacar que o presente projeto de lei não pretende mutilar ou enfraquecer a LRF. As novas hipóteses de exclusão dos limites de gasto com pessoal somente alcançam os gastos com o pagamento de professores”. 

Secretaria da Educação do Estado promove eleições para o Colegiado Escolar

thumbnail_Votação do Colegiado no Colegio Mestre Paulo 067

Com o objetivo de estimular a participação dos pais e responsáveis nas escolas, fortalecendo a educação pública, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia realiza, de 8 a 12 de maio, as eleições para o Colegiado Escolar. Para participar da eleição, pais, mães e responsáveis devem se dirigir às unidades escolares onde seus filhos estão matriculados. As escolas já têm a lista dos votantes e as urnas serão instaladas para a votação nos três turnos.

Além dos pais, mães e responsáveis, o colegiado é composto, também, por estudantes, professores e funcionários. Há, ainda, representação garantida do diretor da escola. Todos os segmentos têm direito a voto. “O Colegiado é extremamente importante porque, através dele, todos os segmentos podem dar sugestões, acompanhar e fiscalizar as ações pedagógicas e administrativas da escola. Inclusive, é uma forma de os pais estarem mais presentes no dia a dia da escola onde seus filhos estudam, podendo, portanto, contribuir com a direção da escola, fortalecer a gestão e, consequentemente, a Educação”, afirma o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.

Para garantir a maior participação possível dos segmentos, a Secretaria, por meio dos Núcleos Territoriais de Educação, tem promovido debates, encontros e reuniões com a comunidade escolar e um dos objetivos foi incentivar os interessados a se inscreverem para disputar o pleito. No Colégio Estadual Centenário, em Itapetinga (a 576 km de Salvador), na área do Núcleo Territorial de Educação de Itapetinga (NTE 8), diversas reuniões foram realizadas para definir as chapas. “Estamos aproveitando a oportunidade para incentivar a participação de representantes, fazendo encontros com interessados de todos os segmentos, além de debatermos a importância do Colegiado Escolar”, declara o diretor Amauri Menezes.

 

Secretaria da Educação convoca coordenadores pedagógicos para atuação nas escolas

Susi
Com o objetivo de fortalecer o eixo pedagógico nas escolas, a Secretaria da Educação do Estado está convocando os coordenadores pedagógicos que estão fora das escolas para retornar às unidades escolares. A decisão foi publicada no Diário Oficial da sexta-feira (21) e faz parte das ações adotadas pela Secretaria para a implantação de uma coordenação pedagógica em cada colégio da rede, até o final de 2017.
 
“Precisamos cuidar do professor e do mais importante a ser alcançado que é o estudante. A Tecnologia é importante, mas é ferramenta, é acessório. Já a pedagogia não pode ser uma agenda, um livro, um papel. Toda escola com coordenação pedagógica, como propulsor de transformação, é o desafio pautado para toda a Secretaria da Educação, que se coloca como ferramenta, como apoio”, destaca o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.
 
De acordo com a Portaria nº 2675/2017, todos os coordenadores pedagógicos que estejam atuando fora da unidade escolar, com exceção para os educadores investidos em cargo de comissão, devem formalizar requerimento de remoção até o dia 3 de maio, manifestando opções pelas escolas disponíveis e indicadas pela Secretaria para a atuação. Os coordenadores pedagógicos devem protocolar o requerimento na sede do Núcleo Territorial de Educação (NTE) de seu exercício, onde indicará três unidades e os municípios de interesse para a remoção.
 
Para os preenchimentos das vagas serão observados critérios de classificação presentes na Portaria nº 2675/2017. É importante ressaltar que a remoção independe de autorização ou conhecimento do superior hierárquico da unidade e os casos de omissão serão resolvidos pela Superintendência de Recursos Humanos da Secretaria da Educação do Estado.

Secretário aborda fortalecimento do eixo pedagógico nas escolas do Extremo Sul

secretario-walter-pinheiro-visita-escolas-do-baixo-sul1_0

O fortalecimento do eixo pedagógico das escolas estaduais e o apoio a municípios para o desenvolvimento de projetos educacionais em regime de colaboração com o Estado foram assuntos tratados, nesta terça-feira (18), pelo secretário da Educação do Estado da Bahia, Walter Pinheiro, com a comunidade escolar e gestores municipais, neste segundo dia de visitas a escolas no Extremo Sul.

Em Medeiros Neto (869 km de Salvador), Pinheiro visitou o Colégio Estadual Deolisano Rodrigues de Souza, quando foi recebido pela diretora Solivânia Borges. Na oportunidade, o secretário também esteve com a prefeita Jadina Paiva Silva, discutindo questões como a oferta do Ensino Médio e a implantação de projetos como as escolas culturais e o Mais Educação, que ampliam os tempos e espaços de permanência dos estudantes nas escolas, mediante a oferta de atividades complementares como arte, esporte e cultura.
 
“A visão de valorizar o eixo pedagógico nas escolas proporciona que desenvolvamos um currículo completo de aprendizado, com a ampla inclusão da Ciência, da Arte, da Inovação e do Empreendedorismo”, afirmou Pinheiro, ao fazer uma avaliação destes dois dias de agenda no Extremo Sul, onde também passou pelas cidades de Teixeira de Freitas, Itamaraju, Prado e Alcobaça. “Esta aproximação da Secretaria com os gestores escolares e municipais é fundamental porque temos que pensar na Educação como um todo”, destacou.
 
Em Teixeira de Freitas (809 km de Salvador), na sede do Núcleo Territorial de Educação do Estado (NTE 7), Pinheiro esteve com o vice-prefeito Fernando Jardim e o secretário da Educação João Paulo Lima, ambos da cidade de Mucuri (905 km de Salvador), para tratar de melhorias na Educação municipal. A oferta de projetos como o Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC) foi uma das questões abordadas. Graças à tecnologia do EMITEC, salas de aula são instaladas em áreas remotas da Bahia, com conteúdo pedagógico especialmente preparado por professores da rede estadual, garantindo que estudantes possam fazer e concluir o Ensino Médio com a vantagem de estarem perto de casa.
 
Na sede do NTE 7, Pinheiro também se reuniu com o diretor geral do Colégio da Política Militar Anísio Teixeira, major Raimundo César Magalhães. O secretário está acompanhado pelo chefe de gabinete da Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado, Jeandro Ribeiro, pelo superintendente da Educação Profissional e Tecnológica, Durval Libânio, pelo coordenador de Articulação dos Núcleos Territoriais de Educação, José Barreto Bittencourt, e por Aurélio Pires, coordenador Executivo de Infraestrutura da Rede Física da Secretaria da Educação do Estado.