Virtual Educa Bahia 2018 inscreve para a apresentação de trabalhos científicos até 30 de abril

virtualeduca
Os educadores, estudantes e pesquisadores que desejarem apresentar trabalhos acadêmicos durante o XIX Encontro Internacional Virtual Educa Bahia 2018, um dos maiores encontros internacionais de tecnologia aplicada à Educação da América Latina, que será realizado, pela primeira vez na Bahia, entre os dias 4 a 8 de junho, devem realizar as inscrições até o dia 30 de abril, pelo endereço virtualeduca.org/encuentros/bahia2018/PT/ponencias.
A seleção dos trabalhos será feita por uma comissão científica internacional. O resultado final dos selecionados será publicado no dia 11 de maio. Também seguem abertas as inscrições para a participação no evento, até 20 de maio, através do link virtualeduca.org/bahia2018/inscripcion. Para professores e profissionais de Educação das redes municipal, estadual e federal do Estado da Bahia as inscrições são gratuitas.
O Virtual Educa reunirá grandes personalidades da área de Educação do Brasil, da América Latina, Caribe e da África e terá como tema “Educação para transformar a sociedade em um espaço multicultural único”. As atividades acontecerão no novo Centro de Formação e Eventos da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, a ser inaugurado no antigo ICEIA, no bairro do Barbalho, em Salvador. Paralelamente, o Virtual Educa envolverá o Fórum Global de Educação e Inovação “Cooperação Sul-Sul” voltado para representantes governamentais e de instituições internacionais, a ser realizado no Porto de Salvador.
Sustentabilidade - O Virtual Educa opera por meio de uma aliança de organizações internacionais, agências multilaterais e instituições públicas e privadas, reunindo os setores público, empresarial, acadêmico e da sociedade civil. A 19ª edição do Encontro marcará o lançamento do programa Think Blue, do Banco Mundial, que visa estabelecer um marco mundial sobre a economia do mar, com foco na sustentabilidade e na economia sustentável. No ano passado, o evento reuniu mais de 29 mil pessoas em Bogotá, na Colômbia.

Colégios de Eunápolis recebem no sábado a visita do secretário Walter Pinheiro

IMG-20180421-WA0045O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, cumpriu ampla agenda de trabalho neste sábado (21), em Eunápolis, município localizado no extremo sul do Estado, que também recebeu a visita do governador Rui Costa. Desde o início da manhã, Pinheiro visitou colégios estaduais, dialogando com a comunidade escolar e percorrendo as instalações das unidades, junto com gestores da Secretaria. O secretário esteve nos colégios estaduais Professor Jairo Alves Pereira, Armando Ribeiro Carneiro, no Centro Territorial de Educação Profissional da Costa do Descobrimento e no Complexo Integrado de Educação de Eunápolis. Pinheiro também esteve em Porto Seguro, na noite deste sábado, visitando o Complexo Integrado de Educação, sempre acompanhado por técnicos da Secretaria e pela diretora do Núcleo Territorial de Educação (NTE 27), Ozanir Aldareti Fernandes Dela Libera, numa agenda intensa que terminou depois das 23 horas.
 visita
“Esta é uma agenda que trabalha aspectos fundamentais na rede estadual: o eixo pedagógico, com as diversas ofertas que estamos promovendo, e a questão da infraestrutura das unidades escolares. É dialogando com os estudantes, gestores, professores e demais funcionários que podemos compreender aquilo que a escola está desenvolvendo de melhor e as ações que a Secretaria pode fazer para melhorar o ambiente escolar, promovendo os investimentos mais prioritários, de acordo com o que a comunidade anseia. Por isso é importante e fazemos questão de visitar as escolas em cada lugar, conhecendo quais são as virtudes e as necessidades e promovendo novas ofertas”, destacou o secretário Pinheiro.
A diretora do Centro Territorial de Educação Profissional da Costa do Descobrimento, Iolanda Vaz Cedro, ressaltou que a presença do Secretário mobilizou estudantes do Grêmio Estudantil. “Faço uma avaliação muito positiva mesmo, do ponto de vista pedagógico, com a presença dos alunos do Grêmio, e de todo o colegiado. Foi excelente. O secretário respondeu a todos os questionamentos, num diálogo muito aberto. respondeu o que pode ser feito para melhorar a Educação, que é o foco dele. Nao veio aqui fazer política”, disse Iolanda, ao destacar que a unidade escolar foi escolhida por Pinheiro para receber o projeto Escolas Culturais. “Ele fez questão de falar das melhorias que nosso prédio  escolar vai receber”, disse. A escola tem 15 salas, com 1.030 estudantes matriculados nas modalidades de técnico em Gestão e Negócios, Administração e Finanças, Logística, Recursos Jurídicos, Agropecuária, além de técnico em Alimentos, Hospedagem e Guia de Turismo.
IMG-20180421-WA0044De acordo com Aparecida Menezes de Freitas, diretora do Colégio Estadual Armando Ribeiro Carneiro, o contato direto dos estudantes com o secretário foi marcante para a comunidade escolar. “ Pinheiro conversou durante muito tempo, sempre atenciosamente, com os alunos, a respeito de como a Secretaria funciona e das ofertas propostas para a rede estadual. Destacou ainda a possibilidade de instalar uma  cobertura da quadra, a ampliação da cozinha e do refeitório”, disse. A escola tem 760 estudantes, compreendendo os três anexos, com oferta nas modalidades Ensino Médio, Educação de Jovens e Adultos (EJA), CPA, e no anexo do Conjunto Penal de Eunápolis atende a 45 estudantes internos.
Neste sábado (21), também em visita a Eunápolis, o governador Rui Costa entregou equipamentos e assinou ordens de serviço para restauração e pavimentação da rodovia que liga a sede do município ao distrito de Colônia, e para a implantação de um sistema de abastecimento de água nas localidades de Vista Alegre e Nacional. Com investimento de mais de R$ 5 milhões, as obras na rodovia serão realizadas em seis quilômetros de extensão e beneficiarão mais de 250 mil moradores da região.
Também autorizada neste sábado, a implantação do sistema de abastecimento de água contará com um investimento de R$ 820 mil, beneficiando mais de duas mil pessoas. Ainda para o município de Eunápolis, o governador entregou um equipamento Arco Cirúrgico para o Hospital Regional de Eunápolis e um veículo para transporte da equipe do Programa Saúde da Família. Rui Costa entregou também 97 certificados do Cadastro Ambiental Rural (CAR), documento obrigatório para todos os imóveis rurais, que tem como objetivo compor uma base de dados para controle, monitoramento, planejamento ambiental e econômico, e combate ao desmatamento.

Secretário Walter Pinheiro visitou o Complexo Integrado de Educação de Porto Seguro no Sábado

complexoAlém de cumprir agenda de trabalho em Eunápolis, o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro visitou, em Porto Seguro, no extremo sul do Estado, o Complexo Integrado de Educação de Porto Seguro (CIEPS), na noite deste sábado (21), num dia intenso de atividades que foi finalizado depois das 23 horas.

“Ontem estivemos em Paulo Afonso, visitando os colégios estaduais. Hoje acompanhamos o governador Rui Costa, em Eunápolis, desde o início da manhã e viemos visitar o Complexo Integrado de Educação de Porto Seguro agora na parte da noite, uma experiência exitosa dentro da nossa rede estadual, que merece todo o apoio da Secretaria da Educação, no sentido de ampar cada vez mais as ofertas e as parcerias com as universidades públicas da Bahia”, destaca o secretário.
complexo2No complexo são ofertados Educação Básica e Ensino Superior no mesmo espaço, com o objetivo de desenvolver novas metodologias de aprendizado, integrando estudantes e professores da Educação Básica e Superior. Atualmente, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia mantém os Complexos Integrados de Educação de Porto Seguro, Itamaraju e Itabuna, em parceria com a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), e de Ipiaú, em parceria com a Universidade Estadual da Bahia (UNEB).
No CIEPS da terra do descobrimento, estudantes já estão frequentando as 21 oficinas ofertadas através do projeto Estações dos Saberes. A iniciativa, realizada em todos os Complexos Integrados de Educação (CIE), visa trabalhar conteúdos que contribuem para a formação integral dos estudantes. Dentre as oficinas, destacam-se: xadrez, jornal, história regional, basquete, futsal, química dos alimentos, software matemático, teatro, dança, coral, fanfarras, grafite, horta escolar na perspectiva da educação ambiental e agroecológica, dentre outras.
Três salas são destinadas ao ensino superior, nos cursos de Licenciatura da UFSB, parceira do Centro. Além disso, estudantes da Universidade colaboram e dão suporte nas Oficinas dos Saberes. “A parceria pra gente é muito boa por isso. Pela participação deles no dia a dia da escola. A UFSB também tem uma professora que dá suporte à nossa equipe pedagógica, Danúsia Lago”, destaca o diretor da unidade, Caetano Cupolo do Sacramento. O diretor completa que a escola começou a ofertar as oficinas em 2016 e que neste ano de 2018 ocorreu a implantação da Oficina de Saberes no período noturno com diversas oficinas, incluindo para os alunos do EJA. “Esta é uma atividade multiseriada e os estudantes escolhem as oficinas que querem fazer”.
Ainda de acordo com Caetano, “a visita foi muito boa e, de fato, nós já tínhamos pedido para ele visitar nossa escola. Foi muito bom. Ele gostou da escola, que está arrumada e está passando por uma obra de reforma da biblioteca, do laboratório de Ciências e de uma sala ampla destinada às oficinas de artes e um espaço para a Banda CIEPS. “Nosso eixo pedagógico está bem alinhado com a coordenação de Educação Integral da Secretaria. São 350 estudantes no tempo integral e mais 500 estudantes à noite no Ensino Médio Regular e na Educação de Jovens e Adultos (EJA)”, destaca o diretor.
O estudante Gustavo Gimenez Novaes, 16, do 2° ano, afirma que tem muita aptidão pela área da música e, por conta disso, está participando das oficinas de canto coral e banda. “Sempre gostei de música e essas oficinas nos permite adquirir novos conhecimentos, pois aprendemos sobre técnica vocal, estilos musicais, história da música, além de podermos aprimorar o nosso talento cantando ou tocando instrumentos musicais”, revela. Segundo Aline Silva Santos, 18, também do 2° ano, as oficinas tornam a rotina escolar mais dinâmica e divertida. “Estou participando das oficinas de vôlei e dança e estou gostando muito porque podemos trocar experiências com alunos de outras séries e fazer novos amigos”, salienta a estudante.
A visita de Pinheiro também foi acompanhada por gestores da Secretaria, pela  diretora do Núcleo Territorial de Deucação (NTE 27), Ozanir Aldareti Fernandes Dela Libera, além da coordenadora pedagógica Alessandra Tito e dos vice-diretores Sidicley de Oliveira Santos, Gleise Silva Alves e Maria Dalva Cardoso Marques.

Escolas estaduais realizam atividades em comemoração ao Dia do Índio na capital e no interior

20180416_203510
20180416_205936As escolas da rede estadual de ensino, especialmente de Educação Indígena, estão realizando, ao longo da semana, diversas atividades culturais alusivas ao Dia do Índio, que é celebrado nesta quinta-feira (19). São jogos tradicionais, pinturas, desfiles, rituais, oficinas, bate-papos, apresentações artísticas e outras que visam o fortalecimento da identidade étnica e da cultura indígena. Muitas ações estão programadas para estas quinta-feira em Salvador e, principalmente, no interior, com os estudantes indígenas nas cidades de Coroa Vermelha, Ibotirama e Olivença. Atualmente, a rede estadual de ensino possui 27 unidades escolas de Educação Indígena, com 44 espaços anexos e 6.825 estudantes indígenas matriculados.
20180416_200344O Colégio Estadual Indígena de Coroa Vermelha, localizado na aldeia Coroa Vermelha, no município de Santa Cruz Cabrália (690 km de Salvador), no Extremo Sul do Estado, está promovendo a “Semana Cultural”, que segue até esta quinta (19), com uma extensa programação que envolve a participação de estudantes, professores, lideranças e toda a comunidade local. Para a realização das atividades, os estudantes se prepararam dias antes através de “oficinas de adereços”, quando confeccionaram colares, pulseiras e outros adornos a serem utilizados durante o evento, que inclui brincadeiras e pinturas indígenas, desfile de Jokana e Kakusu (casal indígena mais bem enfeitado), além de rituais e brincadeiras tradicionais.
O estudante Alan Assis, 19, da etnia Pataxó, que cursa o 3º ano, afirmou que está gostando muito de participar das festividades. “Os jogos que mais gosto de participar são a ‘Corrida com Tora’, onde dois participantes correm com uma tora de árvores nas costas e ganha o que chegar primeiro; a ‘Corrida com Maracá’, na qual fazemos uma corrida de revezamento do instrumento musical Maracá em volta de uma tora de madeira e, também, o jogo de resistência e força chamado de ‘Cabo de Guerra’, que conta com cinco participantes puxando uma corda e perde a equipe que passar da linha marcada”, revela o estudante indígena.
Para a professora indígena Nakayana Pataxó, a Semana Cultural é muito importante para toda a comunidade. “É uma semana bastante animada, onde os alunos se sentem realizados em poder competir com seus colegas, com o objetivo de fortalecer sua cultura, isso traz muita satisfação para toda a equipe do Colégio, pois não é só uma competição, é um espírito de celebração para todos os alunos”, destaca a educadora.
Salvador - Na Escola Estadual Severino Vieira, localizada no bairro de Nazaré, em Salvador, alguns alunos do 6º ano farão, nesta quinta-feira (19), às 10h, no Centro Cultural Solar Ferrão, localizado no Pelourinho, uma apresentação de dança indígena para estudantes de outras escolas públicas do entorno. As coreografias foram aprendidas na oficina de “Música Indígena e Africana”, que eles participam toda quarta-feira, no mesmo local.
Os estudantes do colégio Estadual Mário Costa Neto, localizado no bairro da Federação, em Salvador, participaram, nesta terça-feira (17), de um bate-papo com indígenas da tribo Kariri-xocó, do Estado de Alagoas. Durante a atividade, os indígenas abordaram sobre seus costumes tradicionais, cultura, origens, além da preservação do meio ambiente, enfatizando a caça e a pesca como meio de sobrevivência sem comprometer a natureza. Outro destaque foi uma apresentação de dança tradicional que chamou a atenção de todos.
A estudante Polyana Machado, 11, do 6° ano, disse que ficou encantada com as apresentações dos indígenas na sua escola. “Há muito tempo que eu não via um índio de tão perto e gostei bastante deste contato, pois eles tiraram nossas dúvidas sobre questões como evolução na aldeia com a chegada da energia elétrica e outros assuntos sobre a cultura”, afirma entusiasmada.
Ibotirama - O Colégio Estadual Indígena Marechal Rondon, localizado no assentamento Terra Indígena Tuxá, em Ibotirama (665 km de Salvador), na região Oeste, também promove, nesta quinta-feira (19), a partir das 7h30, a culminância do projeto “Protagonismo, Identidade e Cultura Viva” que foi iniciado no dia 2 de abril, como parte das comemorações ao Dia do Índio.  Projeto interdisciplinar visa divulgar a cultura Tuxá, história, crenças, mitos, religiosidade, artesanatos, tradições e saberes. A programação contará com mesa de caciques e instituições, exposição de artesanatos indígenas Tuxá, ervas medicinais, comidas típicas, pintura corporal, além de jogos indígenas e ritual de dança Toré.
Olivença - Em Olivença (392 km de Salvador), no Sul do Estado, os estudantes dos Colégios Estaduais Indígenas Tupinambá de Olivença, de Abaeté, Amotara e de Cuipe de Baixo participam do “V Jogos Indígenas Tupinambá”, que acontece de 19 a 22 de abril, na Aldeia Mãe Olivença. A realização dos Jogos Indígenas objetiva integrar as comunidades escolares indígenas dos tupinambás de Olivença e as etnias convidadas como o povo Pataxó, Pataxó hã hã hãe, Tuxá, kiriri e Pankararé para difundir os costumes indígenas. Dentre os jogos, destacam-se: “Arco e Flexa”, “Arremesso de Tacape”, “Cabo de Força”, “Natação”, “Corrida de Tora”, “Futebol”, “Corrida Rústica”, “Zarabatana”, “Luta Corporal”, “Luta com Maracá” e outros.

Governo de Estado divulga resultado provisório do concurso da Educação

inicio-das-aulas-no-colegio-david-mendes-em-2017-087_0
O Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (14) publica o resultado definitivo da primeira etapa – provas objetivas – do concurso público da Educação, voltado ao preenchimento de 3.760 vagas de professor e coordenador pedagógico na Bahia. A publicação, veiculada em caderno especial pela Secretaria da Administração (Saeb), traz ainda o resultado provisório da segunda etapa do certame, composta por prova discursiva, e a convocação dos habilitados para a terceira fase do concurso, destinada à avaliação de títulos.
As publicações também estarão disponíveis no Portal do Servidor (www.portaldoservidor.ba.gov.br) e no site da Fundação Carlos Chagas – FCC (www.concursosfcc.com.br), organizadora do certame. Os candidatos que tiverem interesse poderão realizar interposição de recurso com relação ao resultado provisório da segunda etapa do certame, a ser apresentado dentro do prazo de dois dias úteis a partir da publicação. Já a avaliação de títulos deverá observar as orientações listadas na convocação, com entrega da documentação no período de 16 a 19 de abril.
“A decisão do governador Rui Costa em fazer o concurso público em meio a um cenário economicamente adverso no país mostra o compromisso do Governo da Bahia em melhorar a Educação, compreendendo o papel destes profissionais para o fortalecimento do eixo pedagógico das escolas”, afirmou o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.
Realizado conjuntamente pelas secretarias da Administração (Saeb) e da Educação (SEC), o certame ocorreu no dia 25 de fevereiro, em todo o estado. Dos 103.592 inscritos, 41.404 foram habilitados – sendo 195 candidatos com deficiência e 11.977 declarados negros. Os habilitados concorrerão entre si, nas etapas subsequentes, para ingresso em uma das 3.096 vagas de professor e 664 de coordenador pedagógico. O certame tem validade de um ano, prorrogável por igual período, e irá abranger 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTEs).

Educadores debatem sobre desafios e possibilidades para a educação em prisões

videoconferencia-educacao-em-prisao-5
Educadores e gestores de toda a Bahia participaram, nesta quinta-feira (12), de uma videoconferência sobre “Educação em Prisões – Desafios e possibilidades para a Educação de Jovens e Adultos privados de liberdade”, promovida pela Secretaria da Educação do Estado em parceria com a Secretaria de Administração Penitenciária. Realizada no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, e transmitida para as tele salas dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), o encontro teve o objetivo de refletir o atendimento que é dado aos jovens e adultos privados de liberdade e discutir estratégias para a elaboração do Plano Estadual de Educação em Prisões, para o período de 2018 a 2022.
Atualmente, a rede estadual de ensino conta com três mil estudantes privados de liberdade nas cidades de Salvador, Feira de Santana, Valença, Eunápolis, Teixeira de Freitas, Vitória da Conquista, Itabuna, Jequié e Paulo Afonso. A professora Isa Castro, da Coordenação da Educação de Jovens e Adultos (EJA), da Secretaria da Educação do Estado, falou sobre a dinâmica do encontro. “A ideia é mobilizarmos gestores de escolas e das unidades prisionais, professores, agentes penitenciários e coordenadores pedagógicos, além de profissionais que queiram se engajar neste trabalho, pois a Educação em prisões é feita respeitando as diversidades, para que possamos evoluir neste caminho”, afirmou.
No debate, André Guedes, da Superintendência de Ressocialização Sustentável, da Secretaria de Administração Penitenciária, falou sobre a importância do debate para o melhor atendimento às pessoas privadas de liberdade. “Precisamos começar entendendo a dinâmica completamente diferente das rotinas do sistema penal e daquele que está privado de liberdade. E este entendimento apresentado na videoconferência vai ajudar a todos os professores e instituições que trabalham em conjunto a entenderem a especificidade e a necessidade para esse sistema, principalmente por constatarmos um grande nível de interesse dos internos e perceber que as parcerias ajudam os professores a utilizarem uma metodologia que contribui na formação adequada deles”, disse.
A diretora Maria das Graças Barreto, do Colégio Professor George Fragoso Modesto, localizado no Complexo Penitenciário da Mata Escura, ressaltou que o encontro “é fundamental para aprofundar o diálogo, trocar experiências e discutir estratégias com educadores de escolas e atores que participam do atendimento em unidades prisionais, pois sabemos dos desafios que é trabalhar uma educação diferenciada e com outra metodologia devido à situação deles de privação de liberdade”, concluiu.

Secretaria da Educação do Estado promove Encontro sobre o Programa Formação pela Escola

PDDE

A Secretaria da Educação do Estado realizou nesta quarta-feira (11), no auditório do órgão no Centro Administrativo da Bahia, em Salvador, o Encontro de Alinhamento com os Multiplicadores do Programa Formação pela Escola (FPE). Com a participação de 21 educadores, o objetivo foi apresentar as ações desenvolvidas em 2017, além debater o planejamento para 2018 e socializar novas estratégias do programa. Neste ano, 323 municípios aderiram ao FPE e 100 novos tutores serão formados, a partir desta quinta-feira (12).

A coordenadora de Projetos Especiais da Secretaria da Educação, Elenir Alves, destacou o objetivo das formações e o papel do Estado para o fortalecimento dos programas. “Todos os programas que trabalhamos são de assistência técnica de apoio pedagógico às redes municipais. Então, a nossa ação, em regime de cooperação, é de fortalecimento do comitê gestor local. Esse comitê é instituído pelo município e nosso papel é a formação, acompanhamento e monitoramento deste comitê. E para otimizarmos ainda mais nossa atuação, nós realizamos a formação de multiplicadores nos Programas Dinheiro Direto na Escola (PDDE) e Formação pela Escola (FPE) para trabalhar tudo isso de forma convergente, e não de forma separada”, contou.

A coordenadora estadual do FPE, Graciene Guimarães, explicou como acontece o processo de formação para o programa. “A formação é uma rede. Começamos com os multiplicadores que fazem parte do Estado. Eles formam os tutores indicados pelos municípios e depois a formação chega aos cursistas, que participam de turmas, que em média possuem de 25 a 40 participantes. São nove cursos oferecidos que esclarecem sobre a gestão escolar, como transporte, merenda e censo. Podem participar desde educadores até membros da sociedade civil. Para se ter uma ideia conseguimos formar 51.834 cursistas, em 2017”, disse.

A professora Darly Moreno, responsável pelas ações do FPE no Núcleo Territorial de Educação (NTE 11) de Barreiras, na região do Oeste Baiano, falou como é atuação dos multiplicadores no programa. “Eu realizo o acompanhamento e formação dos tutores neste processo formativo e a gente já percebe diversos avanços nos municípios. Por exemplo, dos 14 municípios da região, 13 são adidos à ação e atualmente neste bimestre, março e abril, possuímos 781 cursistas participando de cursos que abordam temas como o Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), transporte, censo e livro didático. E esse processo formativo tem contribuído muito para as regionais”, afirmou.

Pedidos de isenção da taxa para o ENEM devem ser feitos até domingo

simulado-do-enem-2017-no-colegio-edvaldo-brandao-53
Estudantes da rede estadual de ensino têm até domingo (15) para solicitar a isenção da taxa de inscrição no Exame Nacional de Ensino Médio (ENEM) 2018 (veja perfil abaixo). O processo para solicitar isenção de taxa é uma das novidades do exame deste ano e o resultado será divulgado na página do participante no dia 23 de abril. Independente de ter o pedido de isenção aceito, os estudantes que irão fazer o ENEM deverão, obrigatoriamente, se inscrever entre os dias 7 e 18 de maio, no ENEM, pois a aprovação do pedido de isenção não significa que a inscrição está automaticamente realizada.
Quem teve direito à gratuidade no Enem 2017, faltou aos dois dias de aplicação no ano passado e pretende requerer novamente a isenção no ENEM 2018 deverá justificar a ausência no mesmo período e no mesmo sistema da isenção. A relação de documentos aceitos para cada motivo de ausência está listada no edital, no site ENEM 2018 e no Portal do INEP.
Quem tiver o pedido da taxa de isenção negado e quiser entrar com recursos tem o prazo entre 23 e 29 de abril, para apresentar novos documentos. Se o recurso for negado, o candidato ao ENEM 2018 ainda terá a opção de se inscrever, em maio, e pagar a taxa de R$ 82.
Beneficiados – Quatro perfis serão beneficiados pela gratuidade, sendo um deles inédito. Será isento da taxa de inscrição o participante que:
  • Estiver cursando a última série do Ensino Médio em 2018, em qualquer modalidade de ensino, em escola da rede pública declarada ao Censo da Educação Básica;
  • Tiver participado do Encceja 2017, na modalidade do Ensino Médio, na aplicação nacional, para Pessoas Privadas de Liberdade (PPL), ou exterior, e obtido proficiência que permita certificação na área de conhecimento na qual se inscreveu;
  • Tiver cursado todo o Ensino Médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada e comprovar renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio (Lei nº 12.799/2013);
  • Declarar estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda, e estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) por apresentar renda familiar per capita de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos. O participante que solicitar isenção da taxa de inscrição por estar incluído no CadÚnico deverá informar o seu Número de Identificação Social (NIS), único e válido (Decreto nº 6.135/2007).

 Fonte: ASCOM – MEC

Secretaria da Educação do Estado abre processo seletivo para professores da Educação Profissional

educacao-profissional26
A Secretaria da Educação do Estado inicia, no dia 16 de abril, as inscrições para os processos seletivos de professores para a Educação Profissional, por tempo determinado, em Regime Especial de Direito Administrativo (REDA). Segundo publicação, nesta sexta-feira (6), no Diário Oficial do Estado (D.O), são duas oportunidades. Pelo Edital 04/2018 são disponibilizadas 100 vagas, em regime de trabalho de 20h e pelo Edital 05/2018 são disponibilizadas 30 vagas, com regime de trabalho de 40 horas. Para ambos os processos, o prazo para atuação é de 24 meses, com possibilidade de renovação por igual período, uma única vez. As inscrições encerram no dia 23 de abril e poderão ser feitas pelo site selecao.ba.gov.br.
Os interessados devem possuir diploma devidamente registrado de conclusão de curso de nível superior em Instituição reconhecida pelo Ministério da Educação. O Processo Seletivo Simplificado será constituído de uma única etapa, avaliação curricular, de caráter eliminatório e classificatório. As vagas são disponibilizadas nos Centros de Formação de Educação Profissional em todo o Estado.
Os professores vão atuar, entre outras atribuições, em programas estaduais e federais de Educação Profissional, bem como em cursos em regime de alternância, participar da elaboração da proposta pedagógica e do plano de desenvolvimento do estabelecimento de ensino, além de elaborar e cumprir plano de trabalho e de aula, segundo a proposta pedagógica do estabelecimento de ensino.
O resultado provisório dos candidatos habilitados será divulgado, no dia 25 abril, no Portal da Educação, com prazo para recursos abertos nos dias 26 e 27 de abril. A relação definitiva dos candidatos habilitados será divulgada no dia 04 de maio, para que encaminhem a documentação de comprovação da avaliação curricular.

Estão abertas as inscrições para o XIX Encontro Internacional Virtual Educa 2018

virtualeduca-2
Estão abertas as inscrições para o XIX Encontro Internacional Virtual Educa, um dos maiores eventos mundiais sobre inovação e tecnologia aplicadas à Educação, que irá acontecer entre os dias 4 e 8 de junho, no Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) em Apoio Educacional e Tecnologia da Informação Isaías Alves (antigo ICEIA), no bairro do Barbalho, em Salvador. Educadores, professores e profissionais da Educação interessados, brasileiros e estrangeiros, podem se inscrever até o dia 20 de maio, através do link virtualeduca.org/bahia2018/inscripcion/. O tema desta edição é “Educação para transformar a sociedade em um espaço multicultural único”.
Segundo o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, a decisão de sediar o Virtual Educa na Bahia cumpre a determinação do Governo do Estado de dar prioridade à Educação. “Este é um encontro que vai trazer muitas vivências para os nossos educadores e estudantes, que poderão apresentar os projetos desenvolvidos nas nossas escolas, através do programa Educar para Transformar, e que, ao mesmo tempo, estarão em contato com os mais variados temas de interesse para a nossa prática pedagógica”, destaca.
Os profissionais da Educação das redes municipal, estadual e federal, na Bahia, poderão se inscrever gratuitamente. Para isso, devem apresentar comprovação do vínculo no ato do credenciamento. O valor para os demais participantes nacionais é de R$ 55 e para os participantes internacionais é de R$ 330.
Inscrições de trabalhos – Também seguem abertas, até o dia 14 de abril, as inscrições para educadores de todo o Brasil que desejam apresentar trabalhos durante o Virtual Educa Bahia 2018. A seleção dos trabalhos será feita por uma comissão científica internacional e divulgada no dia 4 de maio. A inscrição é gratuita e deve ser realizada on-line, no endereço virtualeduca.org/encuentros/bahia2018/PT/ponencias.
Após a comunicação dos trabalhos selecionados para a apresentação no evento, os autores terão um prazo para confirmar a participação, bem como, para solicitar revisões de possíveis erros. As apresentações selecionadas, com divulgação prevista para o dia 25 de maio, constarão na programação geral do Encontro.
Sobre o Virtual Educa - O Encontro Internacional Virtual Educa foi criado em 2001, com o objetivo de promover a inovação na Educação para promover a transformação social e o desenvolvimento sustentável, especialmente na América Latina e no Caribe. Tanto é que o lema desta edição é “Educação para transformar a sociedade em um espaço único multicultural”, em virtude da importância estratégica da Educação nas sociedades plurais do século XXI. Além disso, o Virtual Educa está associado ao I Fórum Global Virtual Educa sobre ‘Cooperação SUL-SUL’, sobre questões de inovação para inclusão.
O Virtual Educa opera por meio de uma aliança de organizações internacionais, agências multilaterais e instituições públicas e privadas, que reúne os setores público, empresarial, acadêmico e da sociedade civil. Nesta edição do encontro, será lançado o programa Think Blue, do Banco Mundial, que visa estabelecer um marco mundial sobre a economia do mar, com foco na sustentabilidade e na economia sustentável.