Pinheiro destaca inovações na rede estadual durante o PapoCorreria com o governador Rui Costa

papo correriaAs ações que estão sendo implementadas nas escolas estaduais, para promover uma Educação com o fortalecimento do eixo pedagógico e inovação, foram destacadas pelo secretário Walter Pinheiro, nesta terça-feira (20), durante o #PapoCorreria, no perfil oficial do governador Rui Costa, no Facebook. Na pauta, questões como o lançamento do Programa ‘Inova Escola’, lançado no Colégio Estadual Norma Ribeiro (antigo Colégio Estadual Antônio Sérgio Carneiro), no bairro de Arenoso, em Salvador, em parceria com a Fundação Telefônica Vivo.

Pinheiro disse que o Inova Escola visa desenvolver e implementar inovações educacionais que potencializem a aprendizagem e conectem a educação pública com as competências do século XXI. “Isto é um pouco da experiência que se trava no mundo hoje, que se chama de Escolas conectadas ou Escolas do futuro e, neste particular, eles chamam de Inova Escola, ou seja, inovação. É uma inovação que, para nós, do ponto de vista do Programa Educar para Transformar, significa a mudança do eixo pedagógico. Portanto, temos uma escola que ganhou muitos equipamentos, que vai trabalhar com ferramentas tecnológicas mais avançadas, mas a grande mudança nesta escola é, realmente, o eixo pedagógico, de mudança da concepção, do contexto das salas, da forma das aulas, no processo de interação dos professores com os estudantes”, afirmou Pinheiro, ao destacar que a comunidade do Arenoso ganhou um equipamento com a oferta da Educação Integral e também, com Educação Profissional e Empreendedora. Ele disse que até junho deste ano, mais 652 escolas da rede estadual terão o que ele chamou do “mesmo padrão pedagógico”.
Na oportunidade, o secretário também falou sobre o reordenamento que está sendo realizado na rede estadual para oferecer aos estudantes, escolas com melhores estruturas. “O que o Estado está fazendo é abrir escolas em boas condições. Em lugares onde tínhamos prédios alugados, onde não havia a menor condição de funcionamento, os alunos estão sendo redistribuídos para as escolas no entorno e estamos fazendo isso em todo o Estado. O Edvaldo Fernandes, por exemplo, próximo ao Colégio Estadual Norma Ribeiro, ganhará uma ampliação, um ginásio de esportes coberto, salas de aulas ampliadas, e estamos fazendo isto em todo o Estado, priorizando a mudança do eixo pedagógico, para ofertar uma educação de qualidade e preparando os nossos jovens para a vida o que é o mais importante”.
Ainda neste sentido, Pinheiro destacou a construção de escolas e citou o novo Colégio da Polícia Militar, em Barreiras. “Hoje estamos com 178 milhões em obras no Estado, em mais de 500 prédios. Eu até conversei com o governador hoje pedindo a ampliação do orçamento, para a gente completar outra etapa e, portanto, até o final do ano, devemos entregar, provavelmente, mais de 450 milhões em obras nas escolas, não só em estrutura física, como também em aquisição de equipamentos e na importante ação que estamos começando hoje, com mais de 24 mil professores e coordenadores pedagógicos fazendo o curso de Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais à Distância, conduzido pela Universidade Federal da Bahia”.
O secretário falou, inclusive, sobre os conteúdos digitais educacionais disponibilizados no Portal da Educação e que são elaborados por professores da rede referenciados nas características sociais, geográficas e culturais dos Territórios de Identidade da Bahia, como outro importante instrumento pedagógico para a qualidade da Educação.
O #PapoCorreria também abordou a realização do concurso público com 3.760 vagas para professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual de ensino, cujas provas serão realizadas domingo (25), na capital e no interior. Na pauta, também está o acesso à internet em banda larga, por meio de fibra ótica ou via rádio, em todas as escolas estaduais até o final do ano, estando em curso a instalação de 320 pontos de satélite no interior e já consolidado o processo em todas as escolas da capital.
Destaque, também, para a implantação dos projetos culturais, para a ampliação da oferta da Educação Profissional e Tecnológica que chegou a 140 mil matrículas em 2018, além de outras políticas públicas voltadas para a juventude como os programas Partiu Estágio, Mais Futuro e Primeiro Emprego. Neste sentido, Pinheiro falou sobre as parcerias com as universidades públicas da Bahia para a oferta de cursos na modalidade Educação à Distância (EAD), de modo a beneficiar estudantes que moram no interior do Estado.