Estado libera mais de R$ 7 milhões para as universidades estaduais

upt6

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação (SEC), está liberando recursos da ordem de R$ 7,5 milhões para a Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) e Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), para a implementação do Programa Universidade para Todos (UPT), em 2019. O pré-vestibular ofertado pela SEC, em parceria com as universidades estaduais, objetiva o fortalecimento da política de acesso à Educação Superior e está beneficiando, neste ano letivo, 11.505 estudantes.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, falou sobre o Programa Universidade para Todos enquanto política pública para a juventude. “Este aporte de recursos demonstra, mais uma vez, os esforços empreendidos pelo Governo do Estado para fortalecer as nossas universidades, a Educação Básica e, principalmente, para beneficiar os estudantes com esta política de acesso ao Ensino Superior”, afirmou o secretário, ao destacar o alcance do programa. “Este programa tem um alcance enorme para a nossa juventude, chega a 143 municípios, em 26 Territórios de Identidade da Bahia. As aulas acontecem em 202 locais diferentes. Além disso, temos 67 professores e 298 servidores das universidades, selecionados por edital, envolvidos na sua execução. É bom lembrar que estamos falando de um programa que já possibilitou o ingresso de mais de 20 mil jovens no Ensino Superior”.
Com a assinatura dos contratos, a UNEB receberá R$ 4.812.500,00; a UESB, R$ 1.032.500,00; a UEFS R$, 743.750,00 e a UESC, R$ 411.250,00.  Além das aulas, os alunos têm acesso aos projetos complementares, como seminários, oficinas, simulados, revisão para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e orientação vocacional. Para os cursistas da UNEB e UESB, que obtiverem frequência superior a 75% nas aulas, está garantida a isenção da taxa de inscrição no vestibular.
Para a execução do projeto foram selecionados, pelas universidades parcerias, 1.034 estudantes universitários para a atuação como professores/monitores. O coordenador de Projetos Estratégicos da SEC, Marcius Gomes, diz que a monitoria potencializa a formação dos universitários. “Com esta oportunidade, esses estudantes já passam a ter uma experiência com a docência e este processo é muito rico para a Educação Básica, pois, futuramente, eles estarão em sala de aula”.
Mais sobre o UPT – O cursinho pré-vestibular é voltado a estudantes matriculados em 2019, no 3º ano do Ensino Médio Regular estadual ou municipal ou nas suas modalidades correspondentes; aos matriculados em 2019, no 4º ano da Educação Profissional integrada ao Ensino Médio da rede estadual ou municipal ou nas suas modalidades  correspondentes; e nos egressos do Ensino Médio estadual ou municipal do Estado da Bahia.