Estado abre inscrições para o programa Mais Futuro que beneficia universitários com auxílio permanência

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) abriu, nesta sexta-feira (15), as inscrições do Mais Futuro, projeto que garante auxílio permanência aos estudantes das quatro universidades estaduais (UNEB, UEFS, UESC e UESB). A iniciativa beneficia estudantes em condições de vulnerabilidade socioeconômica e inscritos no CadÚnico, para que possam permanecer nas universidades e concluir suas graduações. O programa também oferece oportunidades de estágio no setor público. As inscrições seguem até o dia 27 de novembro. 

>> Clique aqui para ler o edital       Lançado em 2017, o programa Mais Futuro já beneficiou mais de 12 mil estudantes com auxilio permanência. O valor da bolsa é de R$ 300 para quem estuda a até 100 quilômetros de onde mora, e de R$ 600 para os que vivem a uma distância maior, pois para estes há a necessidade de moradia temporária na cidade onde estudam. Ainda existe a opção de uma bolsa complementar, que terá valor variável, de acordo com atos normativos de cada instituição estadual de Ensino Superior. A lista dos estudantes homologados será publicada pela Secretaria da Educação do Estado (SEC) e divulgada por cada uma das Universidades em seus portais eletrônicos.

Começa pré-matrícula para Educação Inclusiva na rede estadual de ensino com processo 100% online

Começa nesta segunda-feira (18) e segue até quarta-feira (20), a pré-matrícula de estudantes da Educação Inclusiva na rede estadual de ensino. A grande novidade para este ano é que todo o processo poderá ser feito por dispositivos móveis como tablets e celulares. Basta que os pais ou responsáveis baixem o aplicativo do SAC Digital nas lojas APP Store ou Google Play, ou façam  o cadastro através do link https://www.sacdigital.ba.gov.br/ para realizar a pré-matrícula e garantir a vaga dos seus filhos.   Quem preferir ainda pode fazer a pré-matrícula na própria unidade de ensino, mas a matrícula da rede estadual de ensino já pode ser feita 100% online pelo SAC Digital, que é uma moderna plataforma, que unifica todos os serviços do Estado em um único portal. A matrícula online foi incluída nesta ferramenta graças à parceria entre a Secretaria da Educação do Estado (SEC), a Secretaria da Administração do Estado (SAEB), e a Companhia de Processamento de Dados do Estado da Bahia (PRODEB), com apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).   Alunos da rede
Logo após a pré-matrícula da Educação Inclusiva, no dia 21 de novembro, começa a renovação da matrícula para os estudantes da rede estadual com frequência regular no ano de 2019, seguindo até o dia 10 de dezembro. Os estudantes já matriculados na rede estadual também poderão optar em fazer a renovação da matrícula na própria escola.   Os alunos novos, oriundos das redes municipais e privada, também poderão utilizar o SAC Digital, mas para este público, a matrícula será realizada de 21 a 28 de janeiro de 2020, de acordo com o calendário a ser divulgado pela Secretaria da Educação do Estado e que estará disponível no Portal da Educação. Os mesmos também precisarão fazer o cadastro e, após a matrícula online, terão 24 horas para apresentar a documentação necessária na escola para a qual efetuou a matrícula.   Passo a passo – Para realizar o cadastro, o estudante precisa acessar o SAC Digital (portal ou aplicativo) e clicar em “Cadastre-se” no menu principal. Em seguida, é só preencher um formulário. No campo “E-mail”, é necessário informar um e-mail que o usuário costuma acessar e que lembra a senha. No final do cadastro, será necessário acessar este e-mail para ativar a conta no SAC Digital. A matrícula só poderá ser realizada mediante este cadastro.   O superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar do Estado, Manoel Vicente Calazans, falou sobre a importância deste avanço tecnológico. “A tecnologia hoje é uma ferramenta que permite mais acesso à informação e a matrícula pelo SAC Digital vai facilitar ainda mais a vida dos estudantes e dos responsáveis, podendo ser feita em qualquer lugar”, afirmou Calazans.   O coordenador de Tecnologia da Informação da Superintendência da Gestão e Inovação (SGI), ligada a Secretaria da Administração do Estado da Bahia (SAEB), Anderson Barbosa, também falou sobre as vantagens da matrícula on-line e chamou a atenção para a necessidade do cadastro no SAC Digital. “A plataforma SAC Digital será um canal único de serviços entre o cidadão e o Governo da Bahia. Além disso, permitirá um melhor relacionamento com os usuários, podendo enviar notificações pelo celular. Logo, para que todas as funcionalidades sejam colocadas em prática, precisamos que os estudantes se cadastrem no sistema”, explicou.  

Veja os projetos selecionados para a 8ª Feira de Ciência, Empreendedorismo e Inovação da Bahia

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia divulgou o resultado dos projetos de iniciação científica selecionados para a 8ª edição da Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (FECIBA). Este ano, a feira acontecerá de 26 a 28 de novembro, em Salvador. Os projetos foram desenvolvidos por estudantes e professores orientadores do Ensino Fundamental II, do Ensino Médio e da Educação Profissional e Tecnológica da rede estadual de ensino. Dentre os principais temas abordados, destacam-se meio ambiente, sustentabilidade e empreendedorismo social.   

>> Clique aqui para ver a lista de selecionados       Nesta edição da FECIBA, foram submetidos 1002 projetos de iniciação científica, dos quais foram selecionados 240 para apresentação. A ação alcançou 138 unidades escolares, de 26 Núcleos Territoriais de Educação, em 85 municípios. Os projetos estão distribuídos nas seguintes categorias: Ciências Exatas e Engenharia; Ciências Humanas; Ciências Biológicas; Energia e Sustentabilidade; Empreendedorismo, Mundo do Trabalho e Projeto de Vida; e Júnior Menor.   O coordenador executivo de Projetos Estratégicos da Secretaria da Educação do Estado, Marcius Gomes, destacou a importância da FECIBA para o fazer científico em sala de aula. “A FECIBA compõe as iniciativas de popularização das Ciências na Bahia e tem um papel proativo de intercâmbio, formação de profissionais da Educação, dinamização da produção científica e, para tanto, pretende elevar o número de professores, estudantes, municípios e escolas atendidos pelo programa. A ação é articulada com o Plano Estadual de Educação e com as Competências Gerais da Base Nacional Comum Curricular”, afirmou.   Sobre a FECIBA
O projeto foi idealizado em 2010e tem o objetivo de estimular a relação ensino-aprendizagem e fomentar o protagonismo dos estudantes na construção do seu conhecimento. Neste ano, além da iniciação científica, a FECIBA, que é desenvolvida no âmbito do projeto Ciência na Escola, passou a incluir os projetos estruturantes e intersetoriais da Secretaria da Educação do Estado. Nesta perspectiva, a FECIBA inova ainda mais os currículos escolares na sua 8ª edição, possibilitando a criatividade, a autonomia e o protagonismo estudantil com as artes, a cultura e o esporte.  

Consórcio Nordeste discute criação de universidade aberta da região

Representantes de todas as secretarias de Educação do Nordeste estarão reunidos, nesta quinta-feira (14), no Instituto Anísio Teixeira, em Salvador, para discutir a criação da Universidade Aberta dos Estados do Nordeste (UAbEN). Esta é uma das pautas conduzidas pelo Consórcio Nordeste, que reúne todos os governadores da região. O objetivo da UAbEN é formar uma rede colaborativa e integrada do Ensino Superior, na modalidade Educação à Distância (EaD) no Nordeste, para a oferta de cursos de formação inicial, de formação continuada no campo da formação de professores e, também, de aperfeiçoamento da gestão escolar.   O encontro, nesta quinta-feira, reunirá também representantes de Instituições Estaduais de Ensino Superior do Nordeste e contará com a participação da UFBA e da UFRB.  

Experiências exitosas são apresentadas no Seminário Territorial de Formação em Itabuna

Educadores, estudantes e dirigentes participaram nesta segunda (11), do Seminário Territorial de Formação Continuada – Saberes e Fazeres, realizado em Itabuna. A atividade trouxe as experiências exitosas realizadas nas escolas dos Núcleos Territoriais de Itabuna, Eunápolis e Teixeira de Freitas, a partir da Formação Continuada para Diretores Escolares e Coordenadores Pedagógicos, promovida pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia por meio do Instituto Anísio Teixeira.

Ao todo serão realizados 12 encontros, um em cada Polo Formativo que sediou as atividades da Formação Continuada promovida pelo IAT, alcançando os 27 Territórios de Identidade. O último está previsto para acontecer em Juazeiro, no dia 11 de dezembro.

Uma das experiências apresentadas no Seminário Territorial foi a do diretor Maicon Rodrigues dos Santos, do Colégio Estadual Indígena de Corumbalzinho, no município de Prado. “AGAYPIHI KUÃ: Trocar e Conhecer” é uma intervenção pedagógica que funciona como um intercâmbio entre escolas indígenas e não indígenas. “Temos como finalidade desconstruir a imagem do indígena estereotipado, do índio de 1500. Precisamos quebrar a ideia e preconceitos de que índio é preguiçoso, primitivo e que só é índio quem vive na floresta, morando em ocas”, afirmou o diretor. Ele lembra que para realizar o projeto, primeiro é aplicado um questionário junto aos professores e estudantes. Depois, estas intervenções acontecem por meio de palestras, dramatizações, oficinas de pintura, artesanato, comidas típicas e jogos indígenas.

Outra experiência positiva foi da coordenadora pedagógica Gean Maria Teixeira Leite, do Centro Estadual de Educação Profissional em Biotecnologia e Saúde – CEEP, de Itabuna. Ela apresentou como a escola analisou os dados por meio do Power BI, sistema de gestão da informação da Secretaria da Educação do Estado. “Analisamos as disciplinas críticas na nossa escola e como poderíamos melhorar as aprendizagens nestas disciplinas. Assim, com as informações montamos um plano de ação com este foco. Durante o segundo semestre desenvolvemos as ações, uma delas foi a atividade para as avaliações SABE, além de oficinas, workshops, entre outros”. Segundo a coordenadora, após estas intervenções o principal resultado colhido foi a melhoria dos índices de aprovação nestas disciplinas, quando comparados o primeiro e segundo bimestres.

O Seminário Territorial ainda trouxe uma mesa temática com estudantes da rede estadual, que apresentaram projetos de suas escolas. “Este evento é uma das doçuras da democracia. Estarmos aqui, juntos, coordenadores, diretores e estudantes, compartilhando experiências é um momento único”, disse Uerbson dos Santos Ferreira Campos, estudante do CEEP em Biotecnologia e Saúde, de Itabuna.

Representando a diretora geral do IAT, Cybele Amado, a diretora pedagógica Diana Melo, pontuou que este é ponto central dos seminários. “É isso que nós queremos, promover essa troca de experiências, mostrar que é possível melhorar a aprendizagem dos nossos estudantes, por meio da formação e das intervenções propostas pelos profissionais da rede”, comemorou.

Formação Continuada
Por meio do IAT, a Secretaria da Educação está promovendo a Formação Continuada de diretores escolares e coordenadores pedagógicos da Rede Estadual de Ensino, além das equipes técnicas dos NTE. Esta ação tem como foco o fortalecimento das aprendizagens dos estudantes, em especial os que estão entre o 6º e o 9º ano e Ensino Médio.

Diana Melo explica que a Formação Continuada tem como pilares o currículo, a avaliação e a prática pedagógica. “Este ano realizamos quatro encontros formativos em que trouxemos para pauta as funções, rotinas e práticas inseridas na atuação dos diretores e coordenadores com foco na gestão das aprendizagens, além de temáticas como currículo e avaliação como indutores do planejamento para as escolas e a leitura como disparador para a resolução de problemas”, informou.

Esta ação alcança cerca de 2,3 mil profissionais da educação. Mas, o número já tende a aumentar após o início da Formação Continuada para os municípios em Regime de Colaboração. A expectativa é alcançar cerca de 6 mil profissionais da educação. Em 2020 a Formação Continuada chegará, também, a todos os professores via Educação a Distância (EaD).

Estudantes fazem segunda etapa do ENEM e já vivem a expectativa do resultado

No segundo e último dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2019, realizado neste domingo (10), em todo o país, o clima foi de concentração entres os estudantes na Bahia. Os candidatos responderam a 45 questões das provas de Ciências da Natureza e Suas Tecnologias e 45 de Matemática e suas Tecnologias, em um tempo de cinco horas. Desde agora, eles já vivem a expectativa do resultado  oficial do ENEM, que será divulgado em janeiro de 2020.   Após meses de dedicação e preparação, os estudantes seguem confiantes e com boas expectativas, pois, mais do que testar seus conhecimentos, o ENEM significa para eles um importante passaporte para o tão sonhado ingresso no Ensino Superior.    Este é o caso da estudante Vivian Santana, 19, 3º ano, do Colégio Estadual da Bahia (Central), que mora no bairro Costa Azul e chegou cedo para fazer as provas no Colégio Estadual Heitor Villa Lobos, localizado no bairro do Cabula VI, em Salvador. “Estudei muito durante o ano e estou muito confiante de fazer boas provas, pois quero muito cursar Direito na Universidade do Estado da Bahia (UNEB)”, afirmou a estudante, que está fazendo o ENEM pela primeira vez.   Quem também está otimista é Vanessa Lopes, 18, 3º ano, do Colégio Modelo, e moradora do bairro Santo Inácio. “Tive uma boa preparação na escola, pois além dos aulões de revisão, nós também respondemos a prova do Sistema de Avaliação Baiano de Educação (SABE) e do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB) e isso também ajudou bastante”, disse a estudante.   No Colégio Estadual Professora Elisabeth Chaves Veloso, também localizado no Cabula VI, a movimentação dos estudantes em frente ao portão começou por volta das 11h30. Os estudantes Walisson Souza, 19 e Yasmin Marques, 18, que estudam no Colégio Estadual Professora Marileine da Silva, no bairro de Mata Escura, também em Salvador, estavam com boas expectavas.   “Fiz boas provas no primeiro dia e hoje acredito que vai ser ainda melhor, pois tenho muita facilidade com os assuntos das disciplinas de exatas. Além disto, me preparei bastante no aulão promovido na escola e acessando os conteúdos disponíveis no portal da Secretaria da Educação do Estado”, disse confiante, Walisson Souza, que deseja cursar Engenharia Civil da UFBA.    Já Yasmin Marques revelou que, além da escola, também acessou vários conteúdos na internet. “Estudei bastante nas últimas semanas e assisti muitas aulas no YouTube. Os professores nos deram muitas dicas na escola e eu quero muito ter um bom desempenho no ENEM para realizar meu sonho de fazer faculdade de Enfermagem na UFBA ou na UNEB”, comentou a estante, que fez questão de chegar mais cedo para não ter nenhum contratempo.   Preparação – A Secretaria da Educação do Estado realizou, durante o ano, diversas ações e projetos voltados para a preparação dos estudantes da rede estadual para o ENEM, como por exemplo, o projeto ENEM 100%, que envolveu, dentre outras atividades, aulões e correções de redações, pelo “Redijaê”. Com o projeto Mais Estudo, o Estado selecionou 10 mil estudantes monitores nas escolas, para ajudarem os colegas nas aprendizagens de Língua Portuguesa e Matemática.   Já pelo Programa Universidade para Todos (UPT), executado em parceria com as universidades estaduais (UNEB, UEFS, UESB, UESC), a SEC beneficiou mais de 11 mil estudantes com o cursinho pré-vestibular. Por meio do SABE, os estudantes também fizeram avaliações ao longo do ano. O objetivo do sistema foi promover a revisão de conteúdos e familiarizar os estudantes para as diferentes formas de avaliação, inclusive o ENEM.   Destaca-se, ainda, o Partiu Estágio do Reforço Escolar, por meio do qual, estudantes universitários contribuem com o trabalho docente nas disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática e Educação Física. Outra ação importante é a disponibilização de mais de 9,5 conteúdos digitais educacionais no Portal da Educação. São games, vídeos, jogos, dentre outros conteúdos educacionais, que podem ser acessados em qualquer dispositivo conectado à internet. Elaborados pelos educadores da rede estadual, os conteúdos digitais livres são organizados por disciplinas, área do conhecimento, temas transversais, tipo de mídia, acessibilidade e sites temáticos para uso em sala de aula ou como suporte nos estudos.

Estudantes fazem preparação para o segundo dia do ENEM no próximo domingo (10)

   

Os estudantes da rede estadual de ensino continuam a preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), que terão o segundo dia de provas, no próximo domingo (10). Nesta etapa serão aplicadas as avaliações de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e de Matemática e suas Tecnologias. No Colégio Estadual de Vila de Abrantes, em Camaçari, a mobilização segue com diversas atividades que complementam as ações desenvolvidas durante o ano letivo.

A professora Cláudia Castro destacou que a preparação dos estudantes para o ENEM envolve projetos que complementam o aprendizado na sala de aula. “A escola trabalha o conceito do ENEM como parte do currículo dos estudantes. Então, os projetos são realizados durante todo o ano, visando esta preparação, mas, também, discutir um olhar diferenciado sobre a nossa realidade e vivências dos alunos. A ideia é sempre trazemos a comunidade para dentro da escola”, ressaltou. Segundo a estudante Naiquele Amorim, 19, a mobilização da escola após o primeiro dia de provas ajuda a manter o foco no ENEM. “Para mim os assuntos do primeiro dia eram mais fáceis, por isso acredito que fiz uma boa prova. Para exatas tenho dificuldades, porém a ajuda dos professores tem sido fundamental para que eu consiga alcançar um bom desempenho neste domingo. Espero que dê tudo certo”, afirmou.   

Orientações para o exame
Para fazer as provas, o estudante deve levar seu documento de identificação oficial original e com foto. Somente é permitido o uso de caneta esferográfica de tinta preta e com material transparente. Preencher o gabarito com tinta de outra cor gera eliminação. Não são permitidos materiais e objetos como lápis, borracha, régua, lapiseira, corretivo, boné, óculos escuros, anotações, livros, cadernos, chave com alarme, fones de ouvido, calculadora e outros dispositivos eletrônicos.    É importante lembrar que não é permitido o uso de celulares durante as provas e os mesmos devem estar desligados dentro do saco plástico distribuído pelo aplicador e que deverá ficar embaixo da cadeira. Qualquer toque sonoro emitido pelo celular como alarme, ligação ou notificação resultará na eliminação do candidato.   

Escolas estaduais passarão a comprar alimentação escolar de forma mais rápida

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) aderiu ao Cartão PNAE, uma ferramenta criada pelo Banco do Brasil a pedido do Ministério da Educação (MEC), por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que permite uma nova forma de realizar o repasse dos recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) para as unidades escolares da rede estadual de ensino e dos municípios. Por meio do cartão de pagamentos, a compra da alimentação escolar se tornará ainda mais rápida e transparente.    O projeto iniciou em abril deste ano, após a Secretaria da Educação do Estado da Bahia ter sido escolhida pelo FNDE como participante do piloto, juntamente com a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. O projeto piloto foi iniciado nos colégios estaduais Senhor do Bonfim e Roberto Santos, além de mais oito unidades escolares. Já foram cadastradas no Sistema de Gestão do Cartão PNAE 1.141 unidades escolares estaduais, sendo gerados 593 cartões. De acordo com o Banco do Brasil, o uso dos cartões será implementado em todo o país.   “Com a implantação do Cartão PNAE não haverá mais repasse de recurso financeiro do PNAE para as contas corrente das unidades escolares, pois o princípio do cartão é a inserção de limite mensal no valor igual ao da parcela a qual a escola tem direito. Em 2020, todas as unidades escolares estaduais passarão a utilizar efetivamente o Cartão PNAE, movimentando em torno de R$ 65 milhões na aquisição dos gêneros alimentícios para a alimentação escolar”, afirmou a diretora de Recursos Informacionais e Transporte Escolar da SEC, Suely Miranda.    Dentre as vantagens do sistema do Cartão PNAE, destacam-se: mais agilidade na realização dos pagamentos dos gêneros alimentícios, visto que o uso do Cartão PNAE permite a liquidação automática e direta das despesas em favor do estabelecimento comercial; e mais controle sobre a destinação dada aos recursos, já que todos os pagamentos realizados com o cartão trazem a identificação dos estabelecimentos comerciais destinatários dos créditos. Além disso, o sistema proporciona a transparência na execução dos recursos, pois os gestores escolares poderão gerar demonstrativos mensais de todos os pagamentos realizados com o Cartão PNAE, sem a necessidade de solicitação às agências, pela internet, por meio do Autoatendimento Setor Público ou pelos Terminais de Autoatendimento do Banco do Brasil.

Prorrogadas as inscrições para o processo seletivo de professor na rede estadual de ensino

Foram prorrogadas até o dia 17 de novembro as inscrições para o processo seletivo sob o Regime de Direito Administrativo da Bahia (REDA) para professores da rede estadual de ensino.    São ofertadas 2.491 vagas para a função temporária de Professor Padrão P – Grau III, com carga horária 20 horas semanais.  As vagas são direcionadas para todo o Estado e englobam os municípios componentes dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTEs).  Os candidatos devem ter formação de nível superior em Licenciatura Plena. As inscrições são realizadas, exclusivamente pela Internet, no site www.selecao.uneb.br/educbasicasec.   O Processo Seletivo será realizado em uma única etapa, no dia 8 de dezembro, com aplicação de provas objetivas, de caráter eliminatória e classificatória. Os locais e horários das aplicações das provas serão divulgados no Cartão de Identificação do Candidato, que será disponibilizado no site até o dia 4 de dezembro.   O prazo de validade do Processo Seletivo Simplificado será de um ano, a contar da data da publicação da homologação, podendo antes de esgotado este prazo, ser prorrogado uma vez, por igual período, a critério da administração, por ato expresso do Secretário da Educação do Estado da Bahia.

Psicóloga orienta como os estudantes podem aliviar o estresse antes do ENEM

Com a aproximação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), que serão realizadas nos próximos domingos (3 e 10), em todo o país, boa parte dos candidatos está, como se diz no ditado popular, “com os nervos à flor da pele”. Mas os especialistas dizem que manter o controle emocional é fundamental para o êxito nas provas. É o que afirma, por exemplo, a psicóloga da Secretaria da Educação do Estado (SEC), Cristiane Furtado, que presta atendimento no SAC Educação, no bairro do Comércio, em Salvador. Para a psicóloga, a hora é de manter a calma, evitar as cobranças e manter o equilíbrio do corpo e da mente.   “O estudante que almeja ter boas colocações no ENEM tem que estar atento aos fatores emocionais que são tão importantes quanto à preparação de estudos. Uma das dicas mais importantes é ter boas horas de sono, pois o cérebro precisa estar focado para ser exigido ao máximo e, para isso, eles devem estar com a mente descansada”, afirmou.   A psicóloga também falou sobre a importância da hidratação e de se evitar estresse no dia da prova, recomendando que o candidato se certifique, às vésperas do ENEM, de questões como o local da prova e o horário do fechamento dos portões. “Além disso, os estudantes devem beber bastante água, se alimentar direito e evitar qualquer tipo de fatores estressantes como notícias ruins e barulho. Os pais também podem ajudá-los na parte prática como visitar com antecedência o local da prova com o estudante e preparar lanches saudáveis para eles levarem nos dias das provas”, destacou.   Orientações para o exame – Para fazer as provas, o estudante deve levar seu documento de identificação oficial original e com foto. Somente é permitido o uso de caneta esferográfica de tinta preta e com material transparente. Preencher o gabarito com tinta de outra cor gera eliminação. Não são permitidos materiais e objetos como lápis, borracha, régua, lapiseira, corretivo, boné, óculos escuros, anotações, livros, cadernos, chave com alarme, fones de ouvido, calculador e outros dispositivos eletrônicos.   É importante lembrar que não é permitido o uso de celulares durante as provas e os mesmos devem estar desligados dentro do saco plástico distribuído pelo aplicador e que deverá ficar embaixo da cadeira. Qualquer toque sonoro emitido pelo celular como alarme, ligação ou notificação resultará na eliminação do candidato.