Convocados no Programa Primeiro Emprego começam a trabalhar no Estado

primeiro8
Os primeiros 28 estudantes egressos da educação Profissional selecionados por meio do Programa Primeiro Emprego para trabalhar nas secretarias e outros órgãos estaduais já estão atuando em suas áreas de formação. O grupo integra os 500 convocados, em março deste ano, a partir de um ranking baseado no desempenho escolar. Eles foram contratados com carteira assinada e começaram a trabalhar na rede estadual de ensino e na Secretária de Desenvolvimento Rural (SDR), na ultima quarta-feira (12).
 
Formada como técnica em comercio em 2016, Cassia Barbosa acredita que a realização do sonho da carteira assinada representa o início de uma nova etapa. “Esta oportunidade representa tudo para mim. Uma das principais dificuldades de quem está iniciando uma carreira é a questão da experiência de trabalho. É muito difícil conseguir um emprego sem essa experiência. Por isso essa chance que a gente recebe é tão importante. É um inicio em minha carreira que vai me trazer muito mais segurança para o futuro”.
 
 
Para o coordenador de acesso ao mercado da SDR, Luciano Lelis, o principal aspecto do programa é possibilitar que os contratados possam trabalhar em suas áreas de formação. “Buscamos oferecer a estes novos funcionários ferramentas e atividades para que eles possam se desenvolver ainda mais dentro de seus campos atuação. Eles trazem o conhecimento adquirido nos cursos profissionalizantes e aprimoram na prática”, afirma.
 
A meta do programa é oferecer nove mil vagas até 2018. Até agora, quatro mil jovens já foram convocados e o governo tem buscado jovens em mais 12 municípios baianos. A remuneração nas instituições privadas é a partir de um salário mínimo. Nos órgãos estaduais, além do salário mínimo, o contemplado tem direito a benefícios como Assistência à Saúde dos Servidores Estaduais (Planserv), vale-transporte e auxílio alimentação. Nas duas situações, os estudantes terão suas Carteiras de Trabalho assinadas e todos os direitos garantidos.
 

De acordo com o superintendente de desenvolvimento do trabalho, Alexandro Reis, o Primeiro Emprego tem uma importância ainda maior pelo momento econômico brasileiro. “O programa surge para dar oportunidade aos jovens e pessoas que nunca tiveram experiência de emprego formal. O governo do estado, através da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), localiza o aluno, que precisa ter concluindo ou estar cursando o curso de qualificação profissional ofertado pela Secretária da Educação (SEC)”.
 
Ainda de Acordo com Alexandre Reis, é muito importante que os estudantes se certifiquem de que seus dados estejam atualizados na página do programa. “As informações de endereço, telefone e e-mail precisam estar corretas porque é dessa maneira que a secretaria se comunica e entra em contato com os selecionados”, ressalta.

Educadores e gestores da rede estadual têm até dia 30 para participar do Formacenso

educacenso

Professores, coordenadores pedagógicos e gestores das unidades escolares da rede estadual de ensino têm até o dia 30 de abril para participar do Censo da Formação dos Profissionais da Educação Básica (Formacenso). A iniciativa da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, realizada pelo Instituto Anísio Teixeira (IAT), busca valorizar os profissionais da educação básica, promovendo uma consulta sobre o interesse de participação em processos de formação, com o objetivo de subsidiar a oferta de cursos a serem realizados pelo IAT. O formulário será online e está disponível no endereço formacenso.educacao.ba.gov.br.

De acordo com o diretor-geral do IAT, Severiano Alves, o Formacenso é o primeiro passo para a execução do Plano de Formação e Desenvolvimento dos Profissionais da Educação Básica, proposto pelo Instituto em articulação com a Superintendência de Políticas para a Educação Básica (Suped). “Precisamos ter um levantamento da real necessidade da rede estadual e, também, dos desejos dos educadores e gestores para o seu plano de carreira. Com a demanda dos profissionais nas mãos, podemos planejar e ofertar cursos de formação continuada”, afirmou Severiano.

A diretora de Formação e Experimentação Educacional, Daday Sales, ressaltou a importância do Formacenso para o processo formativo dos educadores. “Para as ofertas de formação continuada é preciso considerar a formação, a atuação e o interesse dos profissionais que serão atendidos. Com o Formacenso, teremos essas informações atualizadas, o que nos dará melhores condições de planejar a atualização da formação acadêmica, aperfeiçoamento profissional e pedagógico. A Secretaria, por meio do IAT, poderá, dessa forma, promover ofertas que vão ao encontro das expectativas e das necessidades de formação continuada de sua rede e são significativas para os seus profissionais, na perspectiva de assim melhorar a qualidade do ensino e da aprendizagem”, disse Daday.

Plano de Formação dos Profissionais da Educação
O Plano de Formação tem como objetivo contribuir com o cumprimento da meta 16 dos planos nacional e estadual de educação, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação e o decreto Nº 8.752, que trata da Política Nacional de Formação dos Profissionais da Educação Básica, garantindo a melhoria da qualidade da educação básica. O Plano de Formação e Desenvolvimento dos Profissionais da Educação Básica contempla três programas, interdependente e complementares: o de Formação e Desenvolvimento dos profissionais da educação, o de Tecnologias e Mídias Educacionais e o de Pesquisa Inovação Pedagógica, todos desenvolvidos pelo Instituto Anísio Teixeira. 

Estado convoca Enfermeiros para acompanhar estágios em cursos técnicos

enfermeiros
O Governo do Estado convocou, por meio da portaria 466/2017 publicada no Diário Oficial do Estado (8/4), 42 Enfermeiros do quadro do Estado que atuarão como preceptores de estágio para os estudantes dos cursos técnicos em Enfermagem da rede estadual de Educação Profissional. Estes profissionais irão supervisionar o estágio curricular obrigatório dos estudantes, A iniciativa é uma ação conjunta entre as secretarias da Educação, Saúde e Administração do Estado.
 
O superintendente da Educação Profissional do Estado, Durval Libênio Netto, explica os benefícios da medida. “Este credenciamento é de suma importância para garantir a oferta de estágio que é obrigatório segundo a legislação”, afirma, ao acrescentar que “com a contratação dos preceptores, atingiremos 100% de diplomação na Educação Profissional da Bahia, que é a meta da Secretaria da Educação do Estado”, acrescenta.
 
Inicialmente, dos 42 credenciados, nesta segunda-feira, 20 supervisionarão o estágio curricular obrigatório dos estudantes no Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), localizado em Salvador, e mais 22 profissionais atuarão no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), em Feira de Santana. A previsão é convocar novos Enfermeiros nos próximos dias para atender estudantes matriculados nas cidades de Guanambi, Vitória da Conquista, Ipiaú e Jequié, que são os locais com maior demanda.
 
Pela execução da atividade, cada profissional receberá uma gratificação no valor de 30% do vencimento de seu salário básico que já recebe no Estado. Além disso, será uma oportunidade para que os enfermeiros troquem experiências e conhecimento com os estudantes em processo de formação. 

Divulgado edital do Enem 2017; saiba mais

Eloyna5
O Edital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 foi publicado no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 10, e traz todas as regras e as novidades que marcam esta edição. O Exame passa a ser realizado em dois domingos consecutivos, 5 e 12 de novembro, de acordo com a vontade da maioria dos participantes da Consulta Pública realizada entre janeiro e fevereiro. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) estima a participação de 7,5 milhões de participantes. O Enem deixa de certificar o Ensino Médio, tarefa que volta a ser cumprida pelo Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), próprio para essa finalidade.
 
Inscrições e taxa
As inscrições para o Enem 2017 devem ser feitas entre 8 e 19 de maio pela Página do Participante. Já o pagamento da taxa de inscrição pode ser feito até 24 de maio. O valor da inscrição passa a ser de R$ 82. O aumento corrige o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) não aplicado nos últimos anos. Estão isentos do pagamento da taxa: estudantes de escolas públicas concluintes do ensino médio em 2017; participantes carentes, de acordo com o CadÚnico (Dec. nº 6.135/2007); estudantes que se enquadrarem às exigências da Lei nº 12.799/2013.
 
Provas
A redação passa a ser aplicada no primeiro dia de provas, 5 de novembro, juntamente com Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Ciências da Humanas e suas Tecnologias. Com isso, o primeiro dia passa ter a maior duração: 5 horas e 30 minutos. No segundo dia, 12 de novembro, com 4 horas e 30 minutos de duração, serão aplicadas as provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias.
 
Clique aqui para acessar o edital
Clique aqui para acessar a apresentação
Clique aqui para acessar o resumo das mudanças
 
Segurança
Além de todos os instrumentos já adotados, o Inep estreia mais um item de segurança nesta edição: Cadernos de Questões personalizados com nome e número de inscrição do participante, o que facilitará a identificação de possíveis fraudadores. Os Cadernos de Questões seguem tendo cores diferentes, mas não será mais necessário assinalar a cor correspondente no Cartão Resposta. O participante segue tendo que transcrever a frase de segurança do Caderno de Questão para o Cartão Resposta. O Cartão Resposta vira encartado no Caderno de Questões.
 
Atendimento Especializado
Um novo recurso de acessibilidade começa a ser oferecido, em caráter experimental, no Enem 2017. Os participantes surdos ou deficientes auditivos poderão participar de aplicação experimental de um dispositivo em vídeo contendo questões traduzidas em Língua Brasileira de Sinais (Libras). Outra novidade é em relação ao tempo adicional, que não poderá mais ser solicitado na hora da prova, mas apenas no ato da inscrição. O recurso é uma exclusividade de participantes deficientes ou com outra condição especial.
 
Atendimento Específico
A inclusão da opção Outra Condição Específica é outra novidade e contemplará participantes que não se enquadram nos requisitos necessários ao  atendimento especializado, mas precisam de algum recurso para a prova, considerando um rol de CID´s. Com provas apenas nos domingos, deixa de ser oferecido o atendimento específico para sabatistas, participantes que guardam o sábado por questões religiosas.
 
 
Laudos
A inserção de laudo comprobatório que motivou a solicitação de atendimento especializado deverá ser feita no ato da inscrição. O resultado da análise do laudo deverá ser consultado na Página do Participante. Em caso de indeferimento, o Inep comunicará ao participante para o envio de um novo documento. O participante terá três dias para inclusão de um novo documento (recurso) para análise. Em caso de indeferimento, será retirada a solicitação de tempo adicional.
 
O participante com transtorno global do desenvolvimento (dislexia, discalculia e déficit de atenção) que não tiver laudo médico comprobatório poderá apresentar declaração ou parecer com o nome completo do participante, emitida por entidade ou profissional habilitado na área da saúde, com a descrição do transtorno, bem como a identificação da entidade ou profissional declarante, com assinatura e carimbo. Em caso de indeferimento de solicitações exclusivas de atendimento para dislexia, interprete de libras e discalculia, que não inclua solicitação de tempo adicional, será retirado todo o atendimento solicitado, devido à correção diferenciada da redação.
 
Ausência
O participante que obtiver a isenção do pagamento da taxa de inscrição do Enem 2017 e não comparecer para a realização das provas nos dois dias de aplicação, e desejar solicitar nova isenção do pagamento da taxa de inscrição para o Enem 2018, deverá justificar sua ausência no sistema de inscrição de 2018. A justificativa deverá ser realizada, obrigatoriamente, mediante a inserção de atestado médico, documento judicial, certidão pública ou boletim de ocorrência que comprove e justifique a ausência no Exame. Não será aceita declaração emitida pelo próprio participante.
 
Entenda os critérios para isenção
O participante que estiver concluindo o Ensino Médio na rede pública de ensino em 2017 terá isenção automática da taxa de inscrição. Outros dois critérios de isenção, e que devem ser solicitados, são baseados no Decreto  6.135/2007, sobre o cadastro de famílias de baixa renda junto ao CadÚnico, e a Lei 12.799/2013, sobre a isenção da taxa de inscrição em processos seletivos de instituições federais de ensino superior.
 
No caso de opção pelo Decreto, o participante deverá indicar se está ou não inscrito no CadÚnico. Se está no cadastro, deverá inserir seu NIS ou declarar que está cadastrado.
 
Caso ainda não possua o número do NIS, o sistema disponibilizará uma declaração. Para quem informar o NIS o sistema fará as seguintes validações: se o NIS for encontrado a carência será deferida. Se o NIS for encontrado, mas é de outra pessoa ou já tiver sido utilizado, o sistema apresentará a mensagem “NIS cadastrado para outra pessoa no CadÚnico”.
 
Se o NIS não for encontrado ou for inválido, o participante receberá a mensagem “NIS não localizado”. Se o NIS for encontrado, mas for de pessoa não carente de acordo com o decreto, aparecerá a opção “Gerar GRU”. Para quem informar não ter o cadastro no CadÚnico o sistema gerará a GRU para o pagamento. A validação do NIS deverá ser feita de acordo com os dados da Receita Federal e os dados do CadÚnico.
 
No caso de opção pela Lei, a carência será concedida a partir da validação das informações prestadas pelo participante no questionário socioeconômico.
 
Fonte: MEC

Estado realiza recadastramento de inativos da Educação

recadastramento
Os servidores inativos da Secretaria da Educação (SEC) devem ficar atentos. Já está em curso a terceira etapa do recadastramento da Previdência Estadual, que irá contemplar 54.855 aposentados da pasta. O grupo será convocado a regularizar seus dados funcionais por meio de escalonamento, programado para os meses de abril a junho. O recadastramento de inativos é realizado pela Secretaria da Administração (Saeb), por meio da Superintendência de Previdência.
 
Devem se recadastrar inativos da capital e interior, de acordo com as letras iniciais de seus nomes. Para o mês de abril, serão convocados servidores cujos nomes iniciem com as letras de A a I. Em maio, será a vez dos aposentados com iniciais de J a M. Por último, no mês de junho, serão recadastrados servidores inativos das iniciais de N a Z.
 
O recadastramento pode ser realizado em uma das 59 unidades de atendimento do Ceprev da capital e interior, localizadas nos postos SAC e nos Pontos Cidadão, ou ainda no SAC Servidor, que funciona no Multishop Boca do Rio, em Salvador. Ainda é possível agendar o atendimento pelos números 0800 071 5353 / 4020-5353 para os postos SAC Paralela, Salvador Shopping, Feira Centro II, Conquista II e Lauro de Freitas.
 
Os inativos devem apresentar os originais da carteira de identidade (ou outro documento de identificação oficial), com foto atual e em bom estado de conservação; CPF e comprovante de endereço, como contas de água, luz ou telefone.
 
A ação tem por objetivo manter atualizados os dados funcionais de todos os inativos do Estado. Mais informações no Portal do Servidor e pelo call center da Previdência Estadual: 0800 071 5353 e (71) 4020 5353.
 
Casos específicos
Quem residir fora da área de cobertura previdenciária deve efetuar o recadastramento por correspondência, enviando atestado de vida original e os demais documentos autenticados para: SUPREV – Av. Tancredo Neves, n° 776, Bloco A, Bairro Caminho das Árvores, Salvador – Bahia, CEP: 41.820-904. É imprescindível sinalizar na parte externa do envelope a palavra “RECADASTRAMENTO”.
 
O atestado de vida é uma declaração que pode ser concedida por uma autoridade pública, como médico, delegado, dentre outras confirmando que aquele servidor está vivo e reside no município informado. Um modelo do documento pode ser encontrado no Portal do Servidor, seção Aposentados e pensionistas, opção Recadastramento.
 
Em caso de impossibilidade de locomoção ou doença grave, o recadastramento pode ser feito mediante procuração por instrumento público (original e cópia), emitida no máximo até seis meses ou através de formulário próprio disponibilizado gratuitamente pela Previdência Estadual, além de atestado médico original emitido em até 30 dias, comprovando a dificuldade no deslocamento ou a doença grave.
 
Já os casos de falecimento deverão ser imediatamente comunicados pelos familiares do ex-servidor, mediante a apresentação da respectiva certidão de óbito em quaisquer das unidades Ceprev ou no SAC Servidor e pelo envio à Suprev pelos Correios (endereço acima) ou via fax: (71) 3116-5464.
 
Fonte: Portal do Servidor

Secretário da Educação do Estado propõe ampliar ações conjuntas com os municípios

encontro secretarios

Durante encontro realizado na União dos Prefeitos da Bahia (UPB), na terça-feira (28), o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, defendeu uma maior integração entre o Estado e municípios para ações integradas de programas educacionais. Entre os pontos da pauta, temas como o plano de carreira para os professores e os profissionais da educação e o fortalecimento do eixo pedagógico nas escolas públicas.

“A melhoria da educação nos municípios passa pelo envolvimento das políticas públicas de Estado. Não é apenas fazermos ações pontuais, mas programas que mantenham uma integração constante na formação dos estudantes e professores. É necessário que aconteçam as formações dos educadores considerando as peculiaridades de cada território, alinhando professores do Estado e municípios, por meio do Instituto Anísio Teixeira (IAT), de forma presencial e à distância”, afirmou Pinheiro.

O secretário também destacou a articulação que a Secretaria vem fazendo com as universidades públicas localizadas na Bahia e Institutos federais, para o fortalecimento da Educação Básica e ressaltou a necessidade de envolvimento entre as jornadas pedagógicas das escolas municipais e estaduais. “Espero que, em 2018, possamos já experimentar uma Jornada Pedagógica em conjunto com as escolas municipais”, ressaltou o secretário.

Outro assunto da pauta foi a necessidade de discutir, com o Supremo Tribunal Federal, a legislação que incide na educação, uma vez que, muitas vezes, o cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) vai de encontro com o Plano Nacional de Educação e a Lei de Diretrizes e Bases (LDB). “Temos que, juntos, criar uma força para que a LDB se sobressaia sobre a LRF. Isto porque precisamos contratar mais professores para aumentar a qualidade da educação”, comentou Pinheiro.

Para o presidente da UPB, Eures Ribeiro, prefeito de Bom Jesus da Lapa, esta discussão é fundamental para o desenvolvimento da educação nos municípios. “Os financiamentos para o plano de carreira do magistério estão ultrapassando o teto de gastos do município e isso vem afetando bastante as nossas gestões. Por isso, devemos instituir esse debate na Bahia, para buscarmos uma alternativa para corrigir essa situação, não prejudicando o andamento da educação”, afirmou.

Secretaria da Educação do Estado mobiliza estudantes para a eleição de líderes de classe

IMG-20160323-WA0023
 
Os estudantes da rede estadual de ensino estarão mobilizados a partir de segunda-feira (27), até o dia 30, para o processo de eleição geral de líderes de classe. O pleito irá acontecer de 10 a 13 de abril, em todas as escolas da capital e do interior. A expectativa é que, neste ano letivo, 35 mil líderes e vice-líderes de classe sejam eleitos. A iniciativa é da Secretaria da Educação do Estado, baseada no programa Educar para Transformar, visando promover o empoderamento juvenil e envolver os alunos nas ações realizadas nos colégios da rede, de modo que possam contribuir para a gestão democrática e participativa das escolas.
 
A mobilização nas unidades escolares envolve reuniões e seminários internos para a troca de experiências e discussão do trabalho das lideranças nas dimensões administrativas, pedagógica e relacional. Para isto, os estudantes contam com o apoio dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE) para a construção do Plano de Ação e das metas para a escola, cujo período para a sua elaboração será de 31/3 a 4/4. (Veja, abaixo, cronograma completo das atividades).
 
A Coordenadora de Ensino Médio da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Tereza Farias, destaca que a participação dos estudantes nesse processo potencializa a dimensão política e cidadã da formação dos estudantes, levando em consideração que a eleição é uma grande iniciativa para as escolas pensarem sobre autonomia e empoderamento juvenil. “As eleições aumentam a participação dos estudantes na vida escolar e o trabalho realizado em parceria com a gestão impulsiona melhorias na comunidade escolar no que se refere, por exemplo, a ambiência entre os diversos sujeitos que compõem a escola, bem como hábitos de estudos e a estrutura física”, avalia.
 
Competências – Os estudantes eleitos nas funções líder e vice-líder de classe serão os interlocutores da turma junto à comunidade escolar, articulando e propondo melhorias para a unidade de ensino. Dentre as competências dos líderes, estão: representar o interesse coletivo, identificando as necessidades da classe; elaborar um Plano de Ação relativo à melhoria do processo de ensino e aprendizagem e estimular o bom relacionamento da classe, por meio de diálogo.
 
CRONOGRAMA – Eleição de líderes de classe
27 a 30/3 – Mobilização dos estudantes nas escolas através de reuniões e seminários.
31/3 a 4/4 – Construção do Plano de Ação.
5/ a 7/4 – Campanha dos estudantes/candidatos.
10 a 13/4 – Período da eleição, sendo que cada unidade escolar definirá o dia para realizar o pleito.
17 a 20/4 – Lançamento dos dados dos líderes e vice-líderes de classe eleitos no sistema do Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br).

Educação mobiliza gestores e as famílias para eleições do Colegiado Escolar

DSC00055 (1)

A Secretaria da Educação do Estado está mobilizando os gestores escolares, os estudantes e as famílias para a participação plena no processo eleitoral do Colegiado Escolar para o biênio 2017/2019, que acontecerá de 8 a 12 de maio em todas as escolas estaduais. Nesta quinta-feira (23), a Secretaria irá promover um encontro sobre as eleições, com gestores escolares e presidentes de colegiados da rede estadual de ensino, do Núcleo Territorial de Educação Metropolitano de Salvador (NTE 26), a partir das 8h30, no auditório do Centro Educacional Carneiro Ribeiro – Escola Parque, no bairro da Caixa D´Água, em Salvador.

O colegiado tem a função de promover a participação e acompanhamento das ações pedagógicas, administrativas e financeiras da escola e é composto pelo diretor da escola e representantes de professores, funcionários, estudantes, pais, mães ou responsáveis.

No interior, as escolas também já estão mobilizadas para as eleições. Nesta terça-feira (21), o Núcleo Territorial de Educação do Baixo Sul (NTE 06), localizado em Valença (126 km de Salvador), reuniu gestores escolares e presidentes dos colegiados das escolas do território, no Centro Estadual de Educação Profissional do Leste Baiano. Durante o encontro, foram abordados diversos temas, como a importância do Colegiado Escolar como ferramenta de uma gestão democrática e participativa, além dos procedimentos para as eleições.

A prevenção na segurança pública passa pela educação, afirma Rui

pacto-pela-vida
A importância dos investimentos na infância e na adolescência para prevenir problemas na área da segurança pública foi destacada pelo governador Rui Costa durante a terceira reunião da Caravana do Pacto pela Vida no interior do estado, realizada nesta segunda-feira (20), em Eunápolis, no extremo sul da Bahia. O planejamento da segurança pública, com foco na prevenção por meio do desenvolvimento social, foi discutido no município por representantes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, além do Ministério Público e outros órgãos. A caravana começou em Feira de Santana e já passou também por Vitória da Conquista.  
 
O governador deu exemplos dos investimentos estaduais para a infância e a juventude. “A prevenção na área de segurança pública passa necessariamente pela educação. Temos dois programas: um para proporcionar o primeiro emprego e o outro que fornece bolsa de estudo para quem estuda fora do município. Estes investimentos são também para poder fazer prevenção em segurança pública. Somente na área social de prevenção para crianças, temos edital publicado de R$ 60 milhões para a busca ativa de famílias de maior vulnerabilidade social”. 
 
Rui lembrou ainda dos investimentos do Estado na segurança pública propriamente dita. “O orçamento da Secretaria da Segurança Pública [SSP] era de R$ 1,37 bilhão em 2006 , representando 5,5% do orçamento total do Estado, e, em 2016, foi de R$ 4,87 bilhões, o que representa 12% do orçamento do Estado. Aí não está incluído o custo dos aposentados da SSP, nem da Secretaria da Administração Penitenciária [Seap], que este ano está abrindo 4 mil vagas. Nós chegaremos a 13 mil vagas, em uma relação de um preso para cada vaga, o que não existe em outro estado da Federação”.
 
O governador contextualizou também o investimento em segurança pública, informando que a Bahia é o 20º estado em arrecadação per capita do Brasil, apesar de ser o quarto em população e o oitavo em PIB. “Isso acontece porque temos um povo muito pobre. Somos o estado com maior contingente absoluto de pessoas na condição de pobres ou extremamente pobres. Então, é preciso ter uma racionalidade nos gastos públicos para que nossas escolhas tragam resultados o mais rápido possível”.
 
Integração – Para Rui, a reunião itinerante do Pacto Pela Vida é uma oportunidade de fortalecimento institucional. “A Caravana do Pacto pela Vida é importante para que os titulares dos poderes e órgãos se apropriam de detalhes importantes de cada região. É importante que quem representa as instituições no Estado conheça a Bahia”.
 
Também presente na reunião, o secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, apontou o aumento da produtividade policial no extremo sul da Bahia. “A produtividade foi um dos pontos ressaltados nessa reunião, com melhora de até 300% nas apreensões de armas, drogas e nas prisões em flagrante em 2016, em relação a 2015. Isso mostra o que a polícia vem fazendo e é isso o que a gente quer: melhorar o relacionamento entre as instituições e reduzir os índices de criminalidade. Nós também viemos discutir com o governador e demais chefes dos poderes uma maior integração entre Ministério Público, Defensoria Pública e as polícias Civil e Militar, para continuarmos com as ações preventivas”, comentou Barbosa. 

Primeiro Emprego – Governo convoca mais 3.655 jovens para o mercado de trabalho

 Primeiro emprego

 
O Programa Primeiro Emprego, do Governo do Estado, convoca mais 3.655 egressos dos cursos técnicos da Rede Estadual de Educação Profissional. O anúncio foi feito pelo governador Rui Costa, nesta terça-feira (14), por meio das suas redes sociais. A lista dos convocados está disponível no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (15).
 
 
Os beneficiários atenderão a demanda de nove secretarias, quatro universidades estaduais, um instituto e uma empresa pública. Os jovens devem comparecer entre os dias 15 e 24 de março às unidades do SineBahia de sua cidade ou do município mais próximo, com os seguintes documentos: Carteira de Trabalho e Previdência Social e CPF. Quem não atender à convocação no prazo determinado perderá o direito à vaga.
 
Lançado em novembro do ano passado, o Programa Primeiro Emprego tem como meta preencher, apenas no setor público, 4,5 mil vagas até novembro de 2017 e outras 4,5 mil até novembro de 2018. Ao conquistar a vaga, intermediada pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), os egressos terão carteira de trabalho assinada e todos os direitos garantidos. 
 
O contrato tem duração de 24 meses no Estado, já as empresas particulares têm a prerrogativa de definir se haverá a continuidade do contrato. A remuneração nas instituições privadas é a partir de um salário mínimo, já nos órgãos estaduais, o contemplado terá salário mínimo, plano de saúde (Planserv) e vale transporte.